FIFA 17: Marque penáltis como Cruyff

Holandês celebrizou movimento em 1982

A carregar o vídeo ...
Cruyff e Olsen, mais tarde Henry e Pires (com resultados desastrosos) e mais tarde ainda Messi e Suárez. Agora é a sua vez de imitar o penálti mais original de sempre... no FIFA 17.

Já todos sabemos que a marcação de penáltis é, provavelmente, a maior dor de cabeça de quem joga FIFA 17. Também poderíamos falar dos livres, mas as grandes penalidades apontadas com analógico estão a complicar a vida a muito boa gente. Motivo mais do que suficiente para uma espécie de tutorial. Mas não vamos dar dicas básicas. Se é para ensinar a sério, atiramo-nos já para fora de pé e vamos marcar penáltis à séria.

Um penálti que ficou na memória de muitos foi aquele apontado pelo Barcelona, numa conjugação inteligente entre Lionel Messi e Luis Suarez. O argentino deu um toque para a frente e o uruguaio aproveitou. Uma imitação daquilo que anos antes tinha sido tentado por Henry e Robert Pires no Arsenal, com consequências desastrosas, e que tem como pioneiros Johan Cruyff e Jesper Olsen, que fizeram esta maldade pela primeira vez num jogo do Ajax frente ao Helmond Sport em 1982.

Como replicar isto no FIFA 17? Com muita mestria. A saber:

1 – Selecionar um marcador de penáltis decente;

2 – Apontar o mais para o canto possível;

3 – O objectivo é ter "zero power" neste remate. Basicamente, o pior que pudermos fazer;

4 – Trocar de jogador imediatamente e sprintar em linha reta para a baliza;

5 – Rematar rapidamente [tem de ser feito em milissegundos] antes do guarda-redes chegar à bola;

6 – Apontar o máximo ao canto oposto e rezar para que todo este processo funcione.


Por João Seixas
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Record Gaming

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.