Kingdom Hearts 2.8 HD: Um aperitivo de magia

Vamos ter muito exploração pela frente

Comecemos pelo essencial: Kingdom Hearts 2.8 HD está dividido em três componentes, dois jogos ("0.2 Birth by Sleep" e "Dream Drop Distance") e um filme ("Back Cover"). Globalmente este é um pack que serve para criar a ponte entre os anteriores jogos da saga e o próximo KH3.

Começando pelo filme, Back Cover é um filme de ritmo lento e que serve para responder a algumas questões que os fãs tinham e que parece criar uma base para os próximos jogos devido a dois questões que ajuda a explicar. A qualidade gráfica está muito boa, muito graças a um bom design capaz de nos transportar para este fantástico mundo que a Disney e a Square Enix criaram. O mundo cheio de magia e misticismo que os fãs aplaudem, está aqui presente, nos mais suaves detalhes, ajudando a sentir que todos estes produtos de Kingdom Hearts estão a ajudar a criar um universo coerente. No entanto, bem ao estilo do enredo complexo de toda a saga, deixar ainda mais perguntas por responder.

O trabalho de vozes, tal como se esperava, é bastante bom e a banda sonora é de topo.

Dream Drop é um jogo interessante mas que se percebe que não foi feito a pensar numa consola como a PS4, mas sim para uma consola táctil. No entanto, este é um bom jogo onde é possível explorar bastante e também recolher algumas respostas. O enredo é curto mas engraçado com uma boa jogabilidade e o trabalho sonoro com a grande qualidade que a saga sempre teve. Graficamente não deslumbra, visto que se trata de uma remasterização do jogo da DS, mas mesmo assim existe uma evolução bem conseguida. Sendo óbvio que este é um jogo para nos levar a explorar e a conhecer algumas personagens, são vários os momentos divertidos que gostamos de jogar no meio de uma saga bastante complexa, mas que acaba por oferecer pouco porque queremos mais respostas.

No entanto, a nossa atenção está no Birth by Sleep que começa onde o anterior jogo com o mesmo nome acabou. Aqui temos um vislumbre do que será KH3 no novo motor de jogo. Neste pequeno episódio, que não dura mais do que quatro horas, iremos perceber o que o novo motor de jogo é capaz de fazer, e a verdade é que espanta. O design é fantástico, a magia invade o ecrã com luzes e cores, sem que existam quebras e com uma jogabilidade bastante intuitiva e que não falha. Os cenários estão muito bem pensados e fica uma vontade enorme de explorar mais e ver até onde poderá ir KH3 perante este pequeno aperitivo. A isso junta-se um final que nos prende com inteligência e que se torna mais revelador do que esperava. Reviravoltas e algumas surpresas coerentes levam-me a querer jogar KH3 o mais rápido posível.

Tudo o que KH 2.8 HD faz, faz bem, mas sabe a pouco para os fãs que há anos esperam por mais, sendo a longevidade o seu problema. Contudo, se são fãs da saga, então este é mais um jogo a ter na prateleira lá de casa.

Enredo – 3,5
Gráficos – 4
Jogabilidade – 4
Som – 4,5
Nota final – 3,5

Por Luís Pinto
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Record Gaming

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.