Movimento Olímpico abre a porta aos eSports

Recomenda ao Comité Olímpico Internacional uma 'aproximação' ao mundo virtual

O Movimento Olímpico abriu a porta para a entrada dos eSports nos Jogos Olímpicos. O 8º Olympic Summit, que decorreu em Lausana, na Suíça, a convite do Comité Olímpico Internacional (COI), debateu o pedido da Esports Liaison Group para a integração da modalidade no espírito olímpico e a conclusão foi a dois ritmos: abertura, sim, mas não para todo o eSports.

"O Summit vê grande potencial de cooperação para a incorporação no movimento desportivo. Muitos simuladores de desportos estão a tornar-se cada vez mais físicos graças à realidade virtual e aumentada. Encorajamos as federações internacionais para que considerem como integrar a versão virtual e eletrónica dos respetivos desportos, assim como explorar oportunidade com os 'publishers' dos vídeojogos", podia ler-se no documento elaborado pelo Movimento Olímpico. No entanto, o interesse não foi tão marcado em relação aos eSports mais consagrados, tais como League of Legends ou CS:GO, principalmente pelo aspeto físico. 

"O movimento desportivo deve focar-se nos jogadores e gamers em vez de jogos específicos. Esse foco deve promover a participação no desporto, assim como um modo de vida saudável a todos os níveis", finalizou, não fechando a porta ao diálogo futuro para criação de parcerias e eventos apropriados.

Por Francisco Laranjeira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Record Gaming

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.