Need for Speed volta para as ruas da Criterion Games

Velocidade e emoção para os fanáticos dos motores

A série estava entregue desde 2013 à Ghost Games mas vai voltar ao estúdio inglês conhecido pela criação da franquia Burnout e que também já produziu jogos para a franquia NFS.

Os últimos jogos da saga foram produzidos pela Ghost Games, nomeadamente Need for Speed: Rivals (2013), Need for Speed (2015), Need for Speed: Payback (2017) e Need for Speed: Heat (2019).

Antes de passar para as mãos do estúdio sueco, a Criterion Games produziu Need for Speed: Hot Pursuit (2010) e Need for Speed: Most Wanted (2012).

A Ghost Games deve voltar ao seu nome antigo: EA Gothenburg. Alguns dos seus funcionários vão passar para a Criterion Games enquanto outros vão trabalhar em suporte especializado no Frostbite para vários jogos da Electronic Arts. Ainda assim há 30 postos de trabalho em risco.

Após a saída dos fundadores da Criterion, Alex Ward e Fiona Sperry, em 2014, o estúdio apoiou nos últimos cinco anos a EA DICE nos jogos Star Wars: Battlefront (incluindo a missão para VR), Star Wars: Battlefront II e Battletield V.

À GamesIndustry.biz, a EA refere que "com uma longa história e enorme paixão pelos jogos de corrida e com uma visão para o que queremos criar, a equipa da Criterion vai levar Need for Speed até à próxima geração".

Autor: Filipe Silva

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Record Gaming

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.