sAw: Os portugueses que dão cartas no Counter-Strike

Projeto nacional demonstra potencial extraordinário

Há sete meses nascia o projeto sAw. Um projeto que reúne jogadores profissionais de Counter-Strike com grande notoriedade no cenário dos eSports e que carregam consigo um histórico incrível e um potencial extraordinário.

sAw

Christopher "Mutiris" Fernandes, Tiago "Just" Moura, Ricardo "RMN" Oliveira, Omar "Arki" Chakkor e Renato "Stadodo" Gonçalves são jogadores com muitas conquistas alcançadas ao longo da carreira e que se juntaram para criar algo inédito em Portugal, contando com Ricardo "AIM" Almeida no comando.

Neste primeiro semestre, os sAw conseguiram atingir todos os objetivos propostos e fizeram mesmo história para o CS:GO nacional (e não só!) ao vencerem a temporada 33 da ESEA Open e a temporada 34 da ESEA Advanced, o que lhes valeu uma vaga na ESEA Mountain Dew League (MDL). Tudo isto conquistado em apenas sete meses, um feito nunca antes alcançado por qualquer equipa no mundo.

1. Que balanço fazem deste projeto, que apesar de jovem, já tem muito para contar?

O nosso objetivo foi sempre o de fazer o que nunca foi feito em Portugal e elevar o gaming nacional para outro patamar. Nestes sete meses, conseguimos inúmeros triunfos, comprovando que estamos todos - jogadores, staff e a organização - preparados para grandes desafios. Tudo o que havia sido proposto no início do ano, aquando da formação da equipa, foi alcançado e todas as ideias foram postas em prática com sucesso. Sagramo-nos campeões de seis torneios: Orange Unity League, Master League Portugal, RTP Arena Cup, DreamHack Iberian Qualifier, ESEA Open 33 e Esea Advanced 34. Atingimos ainda a final da ESL Masters Spain e levamos a melhor em muitas outras batalhas. Todas estas vitórias permitiram-nos alcançar outro marco histórico para o CS:GO português, ao chegar à 38ª posição do ranking mundial HLTV.

2. Como foi trabalhar nesta fase da pandemia?

A pandemia do coronavírus causou um impacto colossal no mundo, deixando-o praticamente em "suspenso". No entanto, o mundo virtual acabou por se tornar num meio essencial, o que fez com que a comunidade gaming ganhasse ainda mais seguidores. Muitos dos projetos ficaram pendentes e as presenças em torneios internacionais tiveram de ser canceladas, porém, e graças ao árduo trabalho e vontade de vencer, não baixamos a guarda e fizemos coisas inéditas… a partir de casa.

Foi também a partir de casa, claro, que fomos delineando estratégias e limando arestas diariamente, algo que, perante os resultados, acabou por correr bem. Claro que, sem COVID-19, tudo podia ter corrido ainda melhor, mas, diariamente, a equipa comunica muito e bem e está mais unida do que nunca.

3. A aposta na imagem e na estrutura é evidente. Preocupam-se muito com isso?

Para além das competições e do trabalho feito em cada jogo, o trabalho nos "bastidores" é algo extremamente importante para o sucesso do projeto. Embora a qualidade da equipa seja inquestionável, tudo o que envolve o trabalho "fora do campo" tem sido igualmente trabalhado de forma minuciosa. A vontade de atingir um impacto significativo no mundo dos eSports passa também pela estrutura e conteúdo, que tem sido construído e pensado de forma a ser distinto dos demais e com um profissionalismo que praticamente ainda não se vê em Portugal. Até porque um dos grandes objetivos dos sAw é realmente marcar a diferença de forma original e criativa.

4. Quais são as perspetivas para o futuro com este projeto? Pretendem criar equipas de outros jogos?

O principal objetivo continua a ser o de manter este projeto sustentável e a equipa unida. Para tal, montamos já uma série de mecanismos que nos permitem olhar em frente e preparar com antecedência os próximos passos, não só enquanto equipa, como enquanto organização.

O projeto foi criado tendo como base um pilar muito sólido e que nos deu (e continua a dar) garantias únicas, que é a nossa equipa de CS:GO. Não falamos de um e-sport qualquer, este é mesmo o jogo que reúne a maior comunidade portuguesa de gaming.

Aliado a isso, sentimos a nossa fanbase crescer cada vez mais e muito dedicada a acompanhar as nossas aventuras e desventuras nas provas que vamos disputando. Isto reflete-se depois no viewership dos nossos jogos na Twitch: neste momento, os três confrontos de CS:GO mais vistos de sempre na Twitch em que pelo menos uma das equipas era portuguesa… são nossos. Além de uma motivação e orgulho imenso, isto permite-nos ainda ser convidados para vários torneios de renome e aumentar a visibilidade da equipa.

No entanto, e apesar de tudo isto, claro que a possibilidade de abranger nos sAw outros jogos é um dos objetivos para o futuro, desde que isso não prejudique de alguma forma a sustentabilidade do projeto como um todo.

5. Não descuram das redes sociais e até têm uma loja online. É também importante essa proximidade com os adeptos?

O gaming, em geral, está fortemente vinculado às tecnologias de informação e comunicação. As redes sociais, a plataforma twitch e o Youtube são ferramentas extremamente importantes para divulgar todo o trabalho feito pela equipa e, desse modo, manter a comunidade a par de tudo o que acontece "dentro e fora de campo". O conteúdo, desde a comunicação, linha e identidade gráfica da equipa, passa por todo um planeamento estratégico de modo a que seja criado algo único e apelativo para todos os seguidores. A minissérie "A Warrior’s Quest" é uma forma de mostrar tudo o que se passa nos bastidores, dando a oportunidade a toda a comunidade de acompanhar o percurso e o trabalho feito atrás dos ecrãs.

A loja online, além de aproximar a equipa dos seus apoiantes é, claro, mais um meio para garantir a sustentabilidade do projeto. O amor à camisola é sempre algo transcendente e a possibilidade de adquirirem produtos oficiais, faz com que os adeptos se sintam parte do exército, mais próximos de nós. Claro que, no sentido inverso, para nós é deveras estimulante saber que há toda uma comunidade pelo país fora que está atenta e valoriza aquilo que temos conseguido. É também esta reciprocidade e apoio que mantém a equipa confiante e com vontade de chegar ainda mais longe.

Por João Seixas
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Record Gaming

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.