Horácio de prata após 4 anos de luta

Grande mestre do Sporting sagra-se vice-campeão mundial... por correspondência

• Foto: Pedro Ferreira

O grande mestre de xadrez por correspondência, Horácio Neto, acaba de se sagrar vice-campeão mundial, um título inédito para a modalidade em Portugal, mas que durou quase 4 anos a conquistar, tendo em conta que a média por lance chega a demorar 5 dias.

"É o meu melhor resultado de sempre e, agora, espero chegar ao primeiro lugar na próxima edição. Nesta só faltou um bocadinho para ser campeão", considerou o jogador do Sporting, de 59 anos.

Professor em Engenharia, Horácio Neto explicou porque se dedicou à vertente da correspondência: "A partir de certa idade, começa a faltar tempo para ir às competições de clássicas. Na correspondência, é mais fácil gerir o tempo à medida de cada um", sugeriu o antigo selecionador.

Refira-se que o xadrez por correspondência projetou-se após a 2ª Guerra Mundial, quando passou a haver a necessidade de derrubar fronteiras. Primeiro, os lances eram enviados por postal, mas com o advento das novas tecnologias, passou a ser utilizado o email. Agora, os torneios são geridos por um servidor, onde se registam os lances. "O xadrez por correspondência é uma maneira de jogar à distância, com jogadores de qualquer nacionalidade", explicou o sportinguista, que no Mundial somou 9,5 pontos, com 3 vitórias e 13 empates, a apenas meio ponto do campeão, o croata Leonardo Ljubicic, enquanto Francisco Azevedo, outro português do Sporting, acabou em 5º lugar (8,5).

Um tão grande número de empates fica a dever-se, em grande parte, ao recurso de ferramentas como as bases de dados das partidas e a utilização de computadores cada vez mais sofisticados. As partidas são mais perfeitas e com bastantes menos erros. "Utilizando o computador, o ser humano é capaz de tomar decisões melhores do que aquelas que o computador tomaria sozinho", finalizou Horácio Neto.

Leões de luxo na Champions

O xadrez por correspondência tem um núcleo de ouro na secção do Sporting, que a partir do próximo mês vai disputar a Liga dos Campeões por equipas. O conjunto, que venceu o Grupo 1 de qualificação, é formado por João Salvador Marques (capitão), António Moura, José Veríssimo, Horácio Neto e Francisco Azevedo. "O objetivo é conquistar o 1.º lugar", definiu Horácio Neto.

Por Alexandre Reis
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Record mais

Seat Leon: Geração adulta

Modelo da marca de Martorell entra no campeonato da tecnologia híbrida sem perder os genes desportivos que sempre o identificaram

10 Mais: Campeões após subida

Chegar, ver e vencer não é para todos. Mas há vários exemplos de clubes que tiveram êxito imediato logo após a promoção à elite

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0