Pinto da Costa: 80 anos numa luta sem fim

Presidente do FC Porto cumpre aniversário especial

• Foto: MOVENOTÍCIAS

Nas inúmeras ocasiões em que lhe perguntam sobre quando está a pensar deixar o FC Porto, Pinto da Costa tem sempre engatilhada uma resposta. "O que eu sei é que no dia em que me levantar para vir para o clube e não me sentir entusiasmado, vou-me embora", deixa apenas como promessa.

Quem está ao seu redor garante que, um pouco como acontece em relação ao líder da aldeia gaulesa de Astérix, que só tem medo que o céu lhe caia em cima da cabeça, acha que "amanhã não é a véspera desse dia".

Pinto da Costa torna-se octogenário neste dia 28 mas, como diz outra pessoa que o acompanha de perto, "ainda está aí para as curvas". Aliás, no recente jantar da sua Comissão de Recandidatura não resistiu a antecipar-se às referências sobre a aproximação do seu aniversário. "Tenho quase 80 anos. Devo esclarecer que isso é já com IVA! Para mim, a idade não conta, para mim o que conta é o futuro. Tenho a felicidade de já ter vivido muito, mas tenho a felicidade de não ter tempo para olhar para trás. Vou olhar para a frente, pois o nosso futuro é que interessa", asseverou.

Palavras que espelham a permanente insatisfação que fomentou a afirmação do FC Porto no plano interno, com a ousadia de acreditar que também era possível alcançar conquistas internacionais. Mesmo agora, que os títulos escasseiam, é o regresso à glória que norteia os esforços de Pinto da Costa contra barreira e dificuldades sem paralelo durante o seu magistério.

Nascido em Cedofeita, em 1937, foi dirigente do FC Porto durante praticamente duas décadas e meia antes de abraçar o desafio que lhe lançaram de assumir a cadeira da presidência, na sequência das ondas de choque criadas pelo célebre 'verão quente' que mudou a face da história azul e branca. O seu nome e o seu percurso interligam-se com o clube do qual se tornou a maior figura e que, proclamou nos últimos Dragões de Ouro, está "numa luta sem fim, numa corrida que não termina nunca porque corre para o infinito".

Noutro dia, desabafou. "Quando acabar o mandato vejo-me a descansar, escrever e passear." A 'reforma', assim a saúde o permita, ainda não chegará em 2020.

Ultrapassou Santiago Bernabéu

Pode não ser protagonista dentro das quatro linhas, mas ainda assim possui o estatuto de recordista mundial. Pinto da Costa é o presidente há mais tempo consecutivo na liderança de um clube, reconhecimento que obteve logo em janeiro. Foi nessa altura que atingiu os 12.684 dias como figura máxima do FC Porto, superando o registo anterior, que pertencia a Santiago Bernabéu, místico presidente do Real Madrid que exerceu entre 1943 e 1978, altura em que faleceu. Pinto da Costa. Eleito a 17 de abril de 1982, vai a caminho dos 36 anos na cadeira do poder e também tirou a Bernabéu a marca de líder com mais títulos: PC atingiu os 58 no futebol. 

Vontade de sair só... a ganhar

No seu longo trajeto como presidente do FC Porto, só numa ocasião Pinto da Costa mostrou uma genuína disposição para abandonar o cargo. Foi logo a seguir à conquista da Taça dos Campeões Europeus, em 1987, quando considerou que a principal missão, que era a de recuperar o clube, estava concluída. Aliás, a decisão de avançar para a liderança foi assumida, em livro, como tendo sido a mais difícil de todas.

Por Vítor Pinto
9
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Record mais

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.