Portugal Ultra Triathlon: Dureza extrema, solidariedade máxima

Diogo Simão lança aventura de 678 km, a percorrer entre 5.ª feira e domingo

Nadar, pedalar e correr. Das águas do Rio Minho até ao Cabo da Roca, durante 678 km, sem tempo para grandes descansos. É isto que vai acontecer no Portugal Ultra Triathlon, uma aventura que arranca na próxima quinta-feira e termina no domingo. É para duros. Só para duros!

Por se tratar de um desafio extremo, apenas dois atletas (Diogo Simão e Rui Pedras) se predispuseram a cumpri-lo na íntegra, havendo ainda uma equipa de três elementos que vai completar a aventura por estafeta. Mas o Portugal Ultra Triathlon não é um mero desafio desportivo, é também uma aventura solidária. A sua missão é incentivar a superação pessoal e desafiar os limites dos participantes, gerando valor social e apoiando as comunidades por onde passa. Por isso, quatro instituições vão receber donativos, dos participantes e de todos os que, no site do evento, queiram contribuir.

Diogo Simão é um dos dois atletas que vai completar o desafio e, mais do que isso, é o mentor de todo este projeto. "É algo extremo, sem dúvida. Há mais pessoas a tentar subir o Evereste por dia do que completar um desafio destes por ano. Lá fora há coisas do género, mas normalmente em espaços fechados, o que torna tudo menos apelativo. Eu costumo fazer ultra maratonas e, juntamente com três amigos, tive a ideia de lançar este conceito em Portugal, que é um país com excelentes condições para este tipo de eventos", explica Diogo Simão, frisando que a componente desportiva não supera a vertente solidária que decidiu incutir nesta aventura: "Vamos apoiar quatro instituições e associações que contribuem para a promoção do ambiente, do desporto e da saúde e vida saudável. Não é meramente desportivo e gostávamos que o máximo de pessoas aderisse e se juntasse a nós ao longo dos dias."

O Portugal Ultra Triathlon tem início no Rio Minho, na quinta-feira, e, espera Diogo Simão, será apenas o pontapé de saída para algo que vem para ficar. "Este é o ano zero e acredito que podemos repetir o desafio nos próximos anos. O país tem condições e as pessoas vão aderir", conclui.

Preparação começou há nove meses

Se completar um desafio deste nível é de enorme dureza, a preparação é ainda mais complexa. Diz quem sabe. "Em primeiro lugar é necessário um enorme apoio familiar, depois é preciso muito sacrifício e compromisso. Estou há nove meses a preparar-me, treino três horas por dia durante a semana e entre três e oito horas ao fim-de-semana. E ainda tenho que ter tempo para trabalhar. Às vezes é terrível conciliar tudo e arranjar motivação, mas quem corre por gosto não cansa e eu sou louco por desporto", frisa Diogo Simão, que considera ser possível para qualquer pessoa entrar numa ‘missão’ deste género: "Acredito que todos o poderão fazer. Desde que haja compromisso, método e muita força de vontade. A parte psicológica também é muito importante. Para mim, é 35 por cento físico e 65 por cento mental. Quer na preparação, quer no desafio. Estamos constantemente a tomar decisões, que se podem revelar mais tarde fatais. Mas tudo isto acaba por nos tornar mais fortes."

Equipa de apoio para evitar problemas

Por se tratar de uma aventura extremamente complexa, cada atleta terá consigo uma equipa de apoio, de forma a precaver qualquer eventualidade. Na parte da natação, por exemplo, os participantes vão contar com uma canoa de apoio, com alimentação e da qual se podem socorrer. A intenção passa por completar a primeira etapa em seis horas, seguindo-se depois uma longa viagem de bicicleta de Caminha até ao Cartaxo. Diogo Simão acredita que vai completar os 540 km só com pausas para se alimentar, estando previsto dormir apenas quando terminar a segunda etapa. E esse descanso não será muito (cerca de três horas), seguindo-se depois os 126, 6 km a correr, que correspondem à distância de três maratonas. O plano poderá sempre ser alterado, até porque ele, melhor do que ninguém, sabe os limites do seu corpo.

Por José Miguel Machado
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Record mais

Notícias