Campeã do Mundo da maratona na lista de elite da Meia Maratona de Lisboa

Ruth Chepngetich é a figura de cartaz numa edição que está em risco pelo coronavírus

O Maratona Clube de Portugal trabalhou forte na construção de um pelotão de elite forte, apresentando para a Meia Maratona de Lisboa, a primeira prova das SuperHalfs, agendada para 22 de março, aquele que será um dos melhores elencos alguma vez vistos no nosso país. Do pelotão masculino ao feminino, são várias as caras de topo presentes, muitas delas a preparar a todo o vapor as respetivas temporadas de olho nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Conheça toda a elite da Meia Maratona de Lisboa
À cabeça de destacar o pelotão feminino, especialmente pela presença das duas primeiras colocadas da maratona dos recentes Mundiais de Doha: Ruth Chepngetich e Rose Chelimo. Ainda sem competir oficialmente no presente ano civil, Chepngetich chega a Lisboa depois de um 2019 repleto de sucesso, com vitórias em seis das sete provas que disputou entre 'meias' e maratonas, no qual a cereja no topo do bolo foi mesmo a marca conseguida na Maratona do Dubai, onde se tornou na quarta mais rápida da história, com 2:17:08. Já na meia maratona é a 12.ª melhor de sempre, com os 1:05:30 conseguidos no ano passado em Istambul. Quanto a Rose Chelimo, chega com um máximo pessoal de 1:08:08 à 'meia' e de 2:22:51 à maratona.

Para lá de Chepngetich e Chelimo, estarão presentes na prova da capital mais dez atletas com registos de 'meia' abaixo das 1:10, num elenco no qual entram Bekelech Borech (1:07:03), Asneckech Menghesa (1:07:04), Paskalia Chepkorir (1:07:17), Lydia Mathaki (1:07:51), Muliye Hailemariyam (1:07:57), Perine Oltaruesh (1:08:04), Dera Yami (1:08:06), Sandrafelis Tuei (1:08:13) e Gete Teklemichael (1:08:23) e Caroline Chepkemoi (1:08:37). No que a portuguesas diz respeito, estão já confirmadas Sara Catarina Ribeiro e Dulce Félix - esta última regressará aos grandes palcos depois de uma paragem devido a lesão.

No que aos homens diz respeito, o grande destaque vai para o eritreu Zersenay Tadese, anterior recordista mundial da meia maratona - é ainda o segundo mais rápido da história na distância -, que volta à capital portuguesa depois de ter vencido em 2010, 2011 e 2012. Esse registo recorde (58:23 minutos), refira-se, foi precisamente conseguido na primeira das três vitórias conseguidas em Lisboa. Para lá de Tadese, de destacar a presença de mais seis atletas com recordes abaixo da hora: Bernard Koech (58:42), Alex Korio (58:51), Micah Kogo (59:07), Fikadu Haftu (59:08), Wilfried Kimitei (59:40). Samuel Barata e Hermano Ferreira são, até ver, os únicos atletas de elite lusos inscritos.

Lembre-se que o recorde da prova lisboeta está fixado em 58:23, na tal primeira vitória de Tadese, sendo que vale por agora o segundo melhor tempo da história, apenas superado pelo registo canhão de Geoffrey Kamworor. Quanto ao máximo feminino em Lisboa, está na posse de Susan Chepkemei desde 2001, com 1:05:44.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Record Running

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.