Correr por gosto em Bragança

Sportinguista Rui Teixeira e espanhola Paula Mayobre vencem em Bragança

• Foto: Pedro Rego

Rui Teixeira, campeão nacional de corta-mato, e Paula Mayobre, da Clínica Dental, foram os vencedores da Corrida das Cantarinhas de Bragança. A prova pontuou para a Liga Allianz Running by Record e levou à cidade transmontana 713 atletas divididos pelos diferentes escalões.

A prova de 10 km começou na praça do Município e teve como padrinho Rui Muga, campeão nacional de corrida de montanha e atleta da casa.

Muga iniciou o seu percurso no atletismo no Ginásio Clube de Bragança, que organizou a prova, e veste actualmente a camisola do Académico de Mogadouro.

"Foi aqui que iniciei o meu caminho no atletismo e é uma prova muito especial para mim", destacou Muga.

O atleta, que ficou no segundo lugar da classificação geral, aplaude a iniciativa e realça a visibilidade que a corrida tem ao integrar a Liga Allianz Running by Record.

"É um circuito muito interessante e promove não só a corrida como a cidade. É verdade que esta é, talvez, a prova com menos atletas, mas está a crescer de ano para ano"

Rui Muga disputou a liderança da corrida até ao quilómetro oito com Rui Teixeira, altura em que o atleta do Sporting se isolou e cortou a meta na primeira posição.

Organização satisfeita

O número de atletas superou as expectativas da organização. Depois dos cerca 500 atletas registados em 2017, este ano a participação foi maior. Foram 713 inscrições para a maior corrida do distrito de Bragança e que superou as expectativas da organização.

"Tínhamos apontado para 600 pessoas. Conseguimos ultrapassar esse número e à boa maneira portuguesa se tivéssemos as inscrições abertas nos últimos dias o número seria ainda maior", frisou Carlos Fernandes, presidente do Ginásio Clube de Bragança.

O percurso também foi considerado o melhor das três edições já realizadas, apesar "da exigência dos últimos quatro quilómetros que eram sempre a subir".

Os 713 atletas presentes na Corrida das Cantarinhas deixam boas perspectivas para a edição do próximo ano e Carlos Fernandes quer manter a prova na Liga Allianz Running by Record "pela visibilidade" que dá ao evento.

Por Susana Madureira
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Record Running

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.