Maratona de Boston: Fez batota para entrar e... voltou a 'atalhar' caminho na prova

Brasileiro foi desqualificado por ter repetido a gracinha que o colocou na Maratona das Maratonas

Prova pela qual milhares de corredores lutam anualmente para tentar entrar, a Maratona de Boston foi este ano palco de um lamentável caso de batota por parte de um corredor brasileiro. Um caso de batota que começou há ano e meio, na hora de o 'atleta' em questão conseguir o seu tempo de qualificação. Aí, na Maratona de Chicago, Alexandre Faria apareceu nos registos finais com 3:17:06 horas, um registo que lhe valeu largamente o apuramento para a Maratona das Maratonas.

O problema foi que ninguém decidiu analisar os dados dos controlos intermédios para perceber se tudo estava legal. E não, não estava. Alexandre Faria cruzou a linha de partida e só voltou a aparecer nos registos aos 40 quilómetros e depois na meta, onde aparece com o tal tempo final de 3:17:06 horas ('pace' médio de 4:40). Ora nesta curta distância entre os 40 e os 42,195 quilómetros, o brasileiro demorou 12:52 minutos, a um pace médio de 5:52, algo nada similar com aquilo que supostamente fizera no resto do percurso.

É possível tal suceder, é certo, mas segundo investigação do portal 'marathoninvestigation'... não aconteceu, de todo! Tudo porque ficou mais do que evidente que o atleta brasileiro cortou caminho e usou outro tipo de transporte que não as suas pernas para chegar à meta em Chicago.

E se fazer uma vez batota já é algo vergonhoso, o que dizer de voltar a cometer o mesmo crime, ainda para mais na maratona mais antiga da história? Alexandre Faria decidiu repetir a gracinha e em Boston, na segunda-feira, procurou uma vez mais enganar tudo e todos, ao cruzar a linha de meta com um suposto tempo de 3:01:55 (4:19 por quilómetro). Mas desta vez foi apanhado e foi mesmo desqualificado da prova.

O brasileiro iniciou a prova e correu até ao quilómetro 5, onde passou com um tempo de 34:06 (6:49 por quilómetro). Depois disso... desapareceu do mapa, aparecendo de novo apenas no marco das 25,2 milhas (40,5 quilómetros), onde passou com 2:50:29 (a 4:13 por quilómetro...). Dali em diante correu os 2,195 quilómetros em falta, os quais demorou 11:26 minutos a completar, a um 'pace' médio de 5:13, para cruzar a meta nos tais 3:01:55, no já referido ritmo de 4:19 por quilómetro. Suspeito, certo?

E se os dados são suspeitos, uma análise das fotos do brasileiro nos registo da prova, feita pelo portal 'marathoninvestigation' permitiram perceber o óbvio. Tal como em Chicago, Alexandre Faria não correu os 42,195 quilómetros e usou um meio de transporte alternativo para chegar do marco do quilómetro 5 até aos 40,5...

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Record Running

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.