Maratona do Dubai: a experiência de Joaquim Carinhas

Saímos de Portugal e tinha como objetivo completar a minha quarta maratona abaixo das 4 horas.

Já tinha feito em Valência duas vezes e em Amesterdão no final do ano passado.

Verdade que começar a ser maratonista aos 66 anos por desafio de uma amiga e depois querer mais, não é fácil, porque a idade não ajuda muito.

No Dubai, aos 68 anos, viajei dois dias antes devido à dureza do fuso horário, pois sempre são quatro horas de diferença.

Na partida encontro dois portugueses, sendo que um vinha de lesão e foi acompanhar outro amigo, muito habitual no running.

Partida dada num percurso excelente às 7 da manhã, sendo que a elite tinham saído uma hora antes.

Uma primeira volta com cerca de 13 km com partida junto ao Burj Al Arab até PALM JUMEIRAH, seguida de duas voltas em Jumeirah beach road, zonas icónicas do Dubai.

Após uma passagem com um tempo razoável à meia maratona, havia que seguir o plano traçado, para baixar das 4 horas e assim foi feito, tendo terminado no segundo lugar do escalão e com o tempo definido 3:54:47 horas, bem dentro do objetivo previamente preparado.

Sempre com a minha esposa por perto e alguns amigos portugueses presentes e outros que foram seguindo de Portugal, mesmo com a prova a ter o seu início às 3 da manhã no nosso país.

Uma vez maratonista, sempre maratonista e como tal a pensar na próxima.

O meu obrigado a todos os que têm feito este percurso comigo.

PS: na elite tivemos 11 atletas a baixar das 2:07 horas, o que foi um recorde mundial.

Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Record Running

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.