'Maratona mais rápida do Mundo' ficou muito longe do recorde de Kipchoge

Vencedor passou aos 30k em ritmo de recorde... mas depois quebrou brutalmente

O objetivo era ambicioso e o resultado (negativo) mostra que é preciso bem mais do que um percurso em 'queda livre' para se conseguir baixar da mítica barreira das duas horas na maratona. Intitulada de 'Maratona mais rápida do Mundo' pelo simples facto de ser praticamente sempre a descer (arrancava aos 2605 metros de altitude e acabava aos 673), a prova realizada no último domingo na Andaluzia não deu mais do que um tempo final de 2:09:38 horas para o vencedor, o queniano Anthony Maina, um registo bem longe do objetivo fixado pela organização.

Na verdade, Maina até chegou aos 30 quilómetros em ritmo para um registo abaixo das duas horas (passou neste ponto a 1:25:30, 1:45 minutos mais rápido do que o 'pace' de passagem de Kipchoge em Berlim no ano passado), mas nos 12 quilómetros finais acabou por 'rebentar' por completo. Se até aos 30k andou num ritmo médio de 2:51/km, dali em diante fez os 12 quilómetros finais em 44:08 minutos, a um 'pace' de 3:37, o que representou uma brutal perda em relação àquilo que vinha fazendo até àquele ponto.

No total participaram 98 corredores, sendo que deste lote apenas nove conseguiram cruzar a linha de meta abaixo das três horas.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Record Running

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0