Meia Maratona de Valência ao ataque dos recordes do Mundo

Prova espanhola com elenco de luxo para tentar entrar na história

Prova que a partir do próximo ano irá integrar as SuperHalfs, o circuito das melhores cinco meias maratonas da Europa onde está incluída a de Lisboa, a Meia Maratona de Valência vai procurar este fim de semana voltar a entrar para a história do atletismo, ao apresentar à partida um elenco com o claro propósito de atacar o recorde mundial da distância, tanto nos homens como nas mulheres (este último já pertencente à prova espanhola).

Tendo com mira o registo atualmente na posse de Geoffrey Kamworor, que em setembro correu a Meia Maratona de Copenhaga em 58:01 minutos, o recorde masculino será a meta de um trio de respeito composto por Jernal Yimer (58:33), Abraham Cheroben (58:40) e Yomif Kejelcha (59:17). Já no plano feminino, na mira está o registo fixado por Joyciline Jepkosgei em 2017 (1:04:51), surgindo Sifan Hassan (1:05:15), Joan Chelimo (1:05:04), Gudeta Kebede (1:05:45), Fancy Chemutai (1:04:52) e Sembere Teferi (1:05:45) como grandes candidatas a batê-lo.

Vinte mil para 2020

Com 17.500 inscritos para a edição deste ano (67 deles de nacionalidade portuguesa), a Meia Maratona de Valência já prometeu aumentar o número de vagas para 20 mil tendo em vista o próximo ano, numa edição que, segundo a organização, assistirá a um ligeiro aumento no valor da inscrição. A ideia, segundo Paco Borao, o presidente da SD Correcaminos, passa por criar uma prova que seja cada vez mais sustentável no plano económico.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Record Running

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.