Mo Farah regressa à pista para atacar recorde histórico de Haile Gebrselassie

Atleta britânico vai tentar em setembro quebrar o máximo mundial da hora

• Foto: REUTERS

Sem grandes provas no horizonte, os atletas profissionais também sentem necessidade de se desafiarem e colocarem objetivos intermédios neste pós-pandemia. É o caso de Mo Farah, que anunciou esta terça-feira a intenção de atacar o recorde mundial da hora em pista, fixado desde 2007 pelo lendário Haile Gebrselassie, em 21,285 quilómetros. A tentativa do britânico será feita a 4 de setembro, no Meeting de Bruxelas da Liga Diamante, numa prova que marcará também o regresso do atleta à pista três anos depois da sua última prova - em Zurique, em agosto de 2017.

Ao lado de Mo Farah estará o belga Bashir Abdi, seu habitual parceiro de treinos, que neste evento tentará também fazer melhor do que o recorde europeu de Jos Hermens, que está fixado em 20,944 metros (foi alcançado em 1976). Ainda assim, como Mo Farah é britânico, um eventual novo recorde mundial será sempre também um novo recorde europeu, naturalmente, pelo que Abdi se teria de contentar com o estatuto de segundo mais rápido de sempre.

Para lá da tentativa masculina, também haverá um duo feminino a tentar bater o máximo da hora de Dire Tune (18,517 quilómetros, em 2008), no caso composto pelas Ababel Yeshaneh e Birhane Dibaba, dois nomes de topo que prometem tempos canhão na Bélgica. Yeshaneh, por exemplo, é a recordista mundial da meia maratona (1:04:31 horas), um registo que torna bem possível que haja em setembro um novo recorde da hora.

Tudo isto num evento que, segundo a organização, deverá ter público nas bancadas. De acordo com o comunicado emitido, os belgas estão "confiantes em acomodar cerca de 9000 espectadores de uma forma segura", seguindo as normas de prevenção e controlo da Covid-19.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Record Running

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0