Mo Farah vai atacar dois recordes no espaço de uma semana

Atleta britânico com mês de setembro agitado

• Foto: EPA

2020 pode ser o ano da pandemia, o ano em que o atletismo sofreu uma enorme quebra no número de provas, mas também parece ser o ano dos recordes. Pelo menos no número de tentativas... Depois de Joshua Cheptegei ter quebrado o máximo histórico de Kenenisa Bekele, agora será a vez de Mo Farah tentar roubar um recorde histórico, no caso ao lendário Haile Gebrselassie. Em causa está o máximo mundial da hora em pista, que esta sexta-feira estará em jogo no Meeting de Bruxelas, da Liga Diamante.

Acompanhado por Bashir Abdi, o seu colega de treino, o britânico de 37 anos terá de superar os 21,285 quilómetros feitos por Gebrselassie há 13 anos na pista de Ostrava, um feito que o obrigará a correr a um ritmo médio de 2:49 minutos por quilómetro. Aliás, caso consiga bater o máximo do etíope, Mo Farah fará também a sua meia maratona mais rápida, já que o seu recorde atual (homologado) está nos 59:32 de Lisboa.

De notar que neste evento não estará presente o norueguês Sondre Nordstad Moen, que justificou esse facto com a proibição por parte da World Athletics em usar os modelos da Nike a que está habituado. O atleta nórdico, recorde-se, viu o seu recorde da hora ser rejeitado precisamente por causa do uso das Vaporfly Next%.

E Mo Farah promete não ficar por aqui. É que uma semana depois irá apresentar-se à partida da Meia Maratona de Antrim Coast, onde terá em ponto de mira o recorde europeu que atualmente está na posse Julian Wanders - 59:13. Já muito longe está o máximo de Geoffrey Kamworor (58:01).

Senhoras também vão tentar

Para lá de Mo Farah, também haverá muita expectiva quanto à prova feminina da hora em Bruxelas, já que estarão presentes à partida duas das melhores atletas mundiais. São elas Brigid Kosgei e Sifan Hassan, duas corredoras que dispensam apresentações, já que são respetivamente a recordista mundial da maratona e a única atleta a sagrar-se campeã mundial num mesmo campeonato (nos 1500 e 5000 metros), isto para lá ser também a recordista dos 5 quilómetros. Há ainda a notar a presença da israelita Lonah Salpeter, uma atleta com recorde pessoal à maratona de 2:17:45.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Record Running

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.