O incrível teste físico que levou Kilian Jornet a desmaiar

Atleta catalão partilhou uma das suas técnicas nas redes sociais

Conhecido como um dos melhores atletas de trail do Mundo, o catalão Kilian Jornet deu esta semana mais uma mostra da sua dedicação para chegar ao topo da modalidade, quando nas redes sociais partilhou um teste que levou a cabo há alguns anos, no qual tentou perceber até que ponto o seu corpo era capaz de aguentar os treinos mesmo estando sem comer. E o teste foi de tal forma exigente que o atleta de 32 anos acabou mesmo por desmaiar, conforme o próprio recordou.

"Hoje vou falar-vos de um tipo de treinos que considero mais interessante. Chama-se HELL [inferno, em português], o que quer dizer 'Exploração Holística das próprias Limitações com o propósito de Aprender'. É muito fácil de explicar, mas muito difícil de colocar em prática. Devemos isolar um elemento do nosso treino e num ambiente seguro (muito importante) levá-lo ao limite. O objetivo é conhecer as nossas limitações, de forma a termos uma margem razoável para quando estivermos em prova", começou por detalhar, passando depois a detalhar a sua experiência.

"Quando estava na Universidade e comecei a fazer ultras, estava preocupado com a possibilidade de falhar um ponto de abastecimento e não conseguir comer por um largo período de tempo. Por isso, de forma a perceber quanto conseguiria aguentar, parei de comer e continuei a treinar de forma normal (3 a 4 horas diárias). A fome era controlável, a força e velocidade desceram de forma drástica no segundo dia, mas não a resistência. Eventualmente, no quinto dia acabei por desmaiar, mas sempre com um amigo a saber onde estava. Depois voltei a comer e agora sei que não será um problema falhar um ponto de abastecimento ou se não comer durante 24 horas, porque para mim está tudo bem", detalhou o catalão, que nos comentários esclareceu que neste período apenas bebia água e que nesse período perdeu cinco a seis quilos ("mas recuperei-os bem rápido", atirou).

Um dos comentários foi de Jan Frodeno, que destacou o "grande exemplo de obsessão" do especialista do trail espanhol. "Seguir em frente quando as pessoas normais teriam parado. Coisas loucas, mas é por isso que és o melhor", escreveu o triatleta, também conhecido pelas suas loucuras.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Record Running

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0