Polícia francesa utiliza Strava para 'caçar' corredores e ciclistas

Conhecida rede social está a ser uma arma das autoridades para apanhar quem não cumpre regras

• Foto: Getty Images

A febre do 'running' já não parece apenas ser um vício saudável para a maior parte das pessoas. À boleia do surto do coronavírus, há quem entenda a atividade como uma forma de desafiar as autoridades em período de quarentena, mas a verdade é que, como já se viu em Espanha, os infratores raramente conseguem escapar.

Em França, provavelmente fartos de ver as suas ordens desrespeitadas, os elementos das forças de autoridade decidiram adotar uma estratégia diferente recorrendo àquilo que normalmente é utilizado pelos corredores para se vangloriarem dos seus feitos: as redes sociais. No caso o Strava, uma plataforma onde milhões de atletas partilham os seus treinos, muitos deles sem se apereceberem que os mesmos podem denunciar a prática de um crime de desobediência...

Lembre-se que em terras gaulesas o Ministério dos Desportos teve mesmo de fazer um esclarecimento público, impondo como limite uma corrida ao ar livre entre um e dois quilómetros.

Por Fábio Lima
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Record Running

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.