Tondela ergue-se das cinzas

Bruno Paixão e Carla Martinho venceram a segunda edição da meia-maratona

• Foto: Nuno André Ferreira

Bruno Paixão, do Beja Atlético Clube, e Carla Martinho, do Recreio Desportivo de Águeda, foram os vencedores da meia-maratona de Tondela, evento que contou, nos diferentes escalões, com mais de 2 mil participantes e que inaugurou a edição 2018 da Liga Allianz Running Record. Na mini-maratona, Luís Martins, do Centro de Atletismo de Tondela, e Ana Martins, do Grupo Desportivo de Diana, de Évora, foram os primeiros a chegar à meta.

Num percurso que se iniciou no Parque Urbano de Tondela, os participantes percorreram parte da Ecopista do Dão – considerada uma das mais bonitas da Europa e uma das estruturas desportivas afetadas pelos incêndios do ano passado –, num evento que teve como madrinha Aurora Cunha.

Depois de em 2017 ter contado com cerca de 1.400 participantes, a edição deste ano ultrapassou os 2.200, mostrando que os populares estão a recuperar aos poucos da tragédia dos incêndios, para além da apetência que continuam a ter para a prática desportiva.

Organização satisfeita

A edição de 2018 deixou satisfeita a organização, que ambiciona ainda mais para a prova de Tondela. "Estou muito satisfeito. Nesta 2ª edição incrementámos algumas situações que resultaram", começou por nos dizer Pedro Tavares. "A prova está oficialmente medida pela Federação Portuguesa de Atletismo e fizemos uma grande divulgação." Mas há outras coisas que ajudam na promoção do evento. "A Liga Allianz Running Record ajudou bastante e tivemos uma grande festa do atletismo no interior do país."

Pedro Tavares destaca ainda outros apoios para tornar possível a realização da meia-maratona. "Organizar uma prova deste género, num meio tão pequeno, como é Tondela não é fácil. Tivemos um grande apoio da câmara municipal, mas também do tecido empresarial do concelho." E que balanço faz desta edição? "Estamos de parabéns, tudo correu como o previsto, e, mais importante, queremos divulgar a Ecopista do Dão, que é a maior do país e das mais belas da Europa."

Ambição não falta. "Isto tem tudo para ser uma grande prova, mas temos de ter os pés bem assentes na terra. Mas com a dimensão que alcançámos, aponto para uma grande 3ª edição, com atletas de grande relevo a nível nacional."

Por José Luís Araújo
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Record Running

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.