Francisco Neto após o triunfo sobre a Escócia: «Hoje podíamos estar a ter outro destino»

Selecionador lamenta necessidade de jogar o playoff mas acredita que Portugal vai estar na fase final do Europeu

• Foto: Chara Savvidou

Portugal derrotou hoje a Escócia por 2-0, mas não conseguiu alcançar o resultado que daria apuramento direto para o Europeu de futebol feminino - vencer por 9 golos de diferença. Assim, a Seleção Nacional terá de disputar o playoff de acesso à fase final e Francisco Neto, apesar de lamentar que sejam necessários mais dois jogos, acredita que Portugal irá marcar presença no Europeu de 2021, em Inglaterra.

"É um sentimento agridoce. Não só pelo último jogo, com a Finlândia, mas não podemos esquecer as inúmeras oportunidades contra Chipre e Albânia. Também a Finlândia, em casa, onde empatámos. Hoje podíamos estar a ater outro tipo de destino", começou por referir o selecionador nacional, em declarações ao Canal 11, no final da partida.

"Hoje quero realçar a resposta do grupo, que ao saber que não podia apurar-se, foi incrível. O jogo não foi tão bem jogado da nossa parte, mas foram umas guerreiras muito disponíveis e estou muito orgulhoso pela campanha que realizámos. Fizemos 19 pontos, maior pontuação de sempre, estou muito orgulhoso pelo que fizeram. A campanha tem sido brilhante e em abril amos concretizar os nossos objetivos", acrescentou o técnico português.

Playoff

"Estas exibições e o comportamento, a disponibilidade e a paixão que elas têm deixam-me tranquilo. Estou muito feliz pelo que conseguem fazer. Hoje quem entrou acrescentou e é sinal de saúde do grupo, de vontade e querer concretizar os objetivos. Sabemos que temos muito que trabalhar mas não vamos partir do zero. Quem tem este tipo de jogadoras está um passo à frente".

Sem preferência pelo adversário

"Amanhã já saberemos todas as equipas e teremos de aguardar. Irlanda do Norte? No último jogo com elas até perdemos em 1-0 em Águeda. Todas as equipas que chegam aqui é porque têm competência. Não podemos olhar para nenhuma a achar que o número do ranking diz alguma coisa. Ainda hoje foi provado isso. Não vai ser mais fácil por isso. Contra a 1ª ou a última do ranking o comportamento tem de ser o mesmo. Vamos esperar e trabalhar para conhecer bem o adversário e delinear uma boa estratégia".

Lote alargado de opções

"Estou muito feliz por aquilo que as mais novas têm acrescentado, mas só o conseguem fazer porque as mais experientes permitem isso. Não gosto de chamar renovação, mas sim acréscimo de qualidade a quem esta neste grupo. Confiamos em todas, cada jogo é um jogo e pede coisas diferentes Temos este mês para observar jogadoras, vão regressar aos clubes e vamos avaliar quais as melhores e depois, em função disso e do adversário, delinear a nossa estratégia para os dois jogos de abril".

Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Seleção Feminina

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.