Presidente do Brescia sobre Balotelli: «É uma criança indelicada e a culpa é dos pais»

Massimo Cellino assume que contratar o avançado foi um dos erros da época

• Foto: EPA

O presidente do Brescia tem sido uma das vozes mais críticas do regresso da Serie A, garantiu que a equipa não volta a jogar e chegou a assumir que não se importa de descer de divisão.

Quando a liga italiana foi suspensa devido à pandemia do novo coronavírus o clube era 20º e último classificado, com 16 pontos em 26 jogos e a 9 pontos da zona segura da tabela. E Massimo Cellino assume que cometeu vários erros no planeamento da temporada que justificam o insucesso desportivo.

"Investi no campo de treinos, no estádio, na loja e em vários outros elementos, mas admito plenamente que cometi alguns erros amadores. Com duas ou três más decisões coloquei em causa a temporada", confessou o presidente do Brescia em declarações ao canal TeleTutto.

E Cellino reconhece que um desses erros foi a contratação de Mario Balotelli. "Eu queria o Balotelli, mas ele revelou-se demasiado superficial e infantil nas suas atitudes fora do campo", alega o dirigente, que vai mesmo mais longe e atribui culpas aos pais do avançado italiano. 

"Se uma criança é indelicada, a culpa é dos pais. Por isso não devemos ter lidado muito bem com ele", sustenta Cellino, que faz questão de deixar claro que "o Brescia não vai descer por causa do Mario, seria errado e redutor pensar dessa forma".

Por André Antunes Pereira
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Itália

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.