Diretor-desportivo da Groupama-FDJ arrasa organização do Tour: «Ou isto muda ou haverá mortes»

Duras críticas de Marc Madiot na sequência das várias quedas que marcaram a 3ª etapa da Volta a França

A carregar o vídeo ...
As quedas que atrasaram Roglic e impediram Sagan e Ewan de discutir a vitória na 3ª etapa do Tour

Marc Madiot, diretor-desportivo da equipa francesa Groupama-FDJ, lançou duras críticas à organização do Tour na sequência das várias quedas que marcaram os quilómetros finais da etapa desta segunda-feira, ganha pelo belga Tim Merlier

"Famílias e crianças assistem ao Tour na televisão e entendo que as mães não querem que seus filhos andem de bicicleta. Sou pai de família e não quero ver o meu filho como ciclista profissional depois de ver o que vimos hoje. Isto já não é ciclismo. Temos que mudar e ou isto muda ou haverá mortes. Não é digno deste desporto. Não tenho vontade de dar notícias como esta às famílias", afirmou o responsável, em declarações à televisão francesa.

Recorde-se que a parte final da 3ª etapa ficou marcada por várias quedas e, de acordo com a imprensa francesa, antes do iníciod a tirada, o pelotão pediu à organização que não efetuasse cortes de tempo nos 8 quilómetros finais devido ao percurso acidentado na aproximação à meta, que poderia originar quedas. Infelizmente o cenário acabou por confirmar-se e vários ciclistas, entre eles o esloveno Primoz Roglic (Jumbo), 2º classificado no ano passado, perderam tempo.

Por Record
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Tour

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.