Fábio Miranda: «Parecíamos baldes de lixo»

Agressões na final do campeonato universitário

PUB

A final do campeonato nacional universitário de futebol ficou marcada pelas agressões à equipa de arbitragem. A Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto venceu a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (1-0), em Aveiro, e vários jogadores da formação derrotada agrediram a equipa composta por Nuno Vieira, André Telha e Fábio Miranda.

Record contactou Miranda, assistente que foi pontapeado, e o juiz da AF Aveiro não escondeu a revolta. "Parecíamos baldes de lixo. Nunca imaginei que pudesse acontecer alguma coisa deste género. Nem nas competições regionais isto acontece, porque as pessoas não são animais", começou por contar, antes de explicar o sucedido: "Quando o jogo acabou, o guarda-redes deu um soco no árbitro principal e tudo ficou descontrolado. Fui pisado e pontapeado nas costas. Quando vi o vídeo, fiquei muito afetado. O que se passou é demasiado grave."

Fábio Miranda lamentou ainda a falta de policiamento. "Disseram-nos que tinha sido pedido, mas a própria PSP contou-nos que fomos os primeiros a contactá-los. A organização não chamou. Apresentámos queixa de três atletas, mas a PSP aconselhou a alargar a queixa para pessoas que agora podem ser identificadas. Todos serão culpabilizados", garantiu.

Por Pedro Gonçalo Pinto
Deixe o seu comentário
PUB