José Ramalho de ouro em Moscovo

Sagra-se heptacampeão da Europa em maratona K1 após demonstração de força na capital russa

E vão sete títulos europeus de maratona para José Ramalho! Depois de sagrar-se campeão em 2011, 2014, 2015, 2016, 2017 e 2018, o canoísta de 38 anos conseguiu a sétima medalha de ouro em K1 maratona ao cumprir os 29,8 quilómetros em 2:14.59h, batendo os franceses Cyrille Carre e Stéphane Boulanger por um e 2,11 segundos, respetivamente.

"Foi uma prova mais lenta do que o normal, porque é numa pista e não um rio e, por isso, não há corrente", explicou José Ramalho a Record. "Não há grandes ritmos contínuos, mas há muitos sprints. Felizmente consegui vencer e estou muito feliz. É um sentimento de grande satisfação porque o ano passado estivemos muito tempo sem competir. Esta falta de competição deixa-nos ansiosos e a verdade é que vim com grandes expectativas. Há sempre uma ansiedade acrescida porque perdemos algum contacto com os adversários, mas provei que estou em forma".

O canoísta saiu na frente na última portagem e conseguiu aguentar os ataques dos rivais no último sprint. É um Europeu em grande para o vilacondense, depois de ter conquistado na quinta-feira o ouro em K1 Short Race.

Treinador orgulhoso

À conversa com o nosso jornal esteve também Rui Câncio, treinador de José Ramalho, que não escondeu o orgulho pelo feito alcançado. "Este título fugiu-nos em 2019, após uma sequência de vitórias consecutivas. Conseguimos voltar a ganhar um título que nos pertence. Vencemos na ‘short race’ e na maratona. Mostrámos que estamos no bom caminho", sublinhou.

Federação feliz pelos resultados

As seis medalhas alcançadas já igualaram o recorde de Portugal em Europeus de Maratona. Mas para Victor Felix, presidente da Federação Portuguesa de Canoagem, a ambição não fica por aqui. "Amanhã [hoje] vamos ter mais embarcações em prova. Já temos seis medalhas e igualámos o anterior recorde, mas claro que queremos mais", disse o dirigente ao nosso jornal. "Este conjunto de resultados deixa a Federação extremamente satisfeita. Excelente a prestação do Ramalho que fez o bis ao vencer na maratona e na ‘short race’".

Victor Felix espera agora manter os bons resultados nos Jogos Olímpicos. "Está a ser um ano muito positivo e espero que possamos continuar a dar alegrias aos portugueses em agosto. A família da canoagem está de parabéns. Isto é um trabalho de equipa da Federação. A canoagem é hoje uma referência do desporto português", afirmou.

Por Rafael Godinho
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fazemos campeões

Notícias