Jorge Mendes no combate ao Covid-19: das mil câmaras expansoras oferecidas às 200 mil batas de proteção

Funcionária da Gestifute divulga gesto do empresário

• Foto: Reuters

Jorge Mendes ofereceu mil câmaras expansoras e 200 mil batas de proteção individual ao Hospital de São João, no Porto. A revelação foi feita por Manuela Brandão, funcionária da Gestifute, do empresário, numa mensagem pessoal que sublinha ainda os inúmeros contactos levados a cabo pelo agente de Cristiano Ronaldo para doar mais material.

"Jorge Mendes tem passado boa parte dos últimos dias a estabelecer inúmeros contactos e a desenvolver múltiplos esforços, quer em Portugal quer em outros pontos do mundo, para garantir a aquisição e a chegada ao nosso país de mais material hospitalar, como, por exemplo, dezenas de milhar de máscaras de protecção individual. Ajudar a que os nossos heróicos profissionais de saúde tenham disponíveis os meios necessários para os portugueses, que tanto estão a sofrer neste momento difícil e irreal, é a sua grande preocupação. Porque ficar em casa é uma obrigação, mas agir é um dever", escreveu Manuela Brandão numa publicação no Facebook.


Leia a mensagem na íntegra:

"Ficar em casa é uma obrigação, mas agir é um dever. É por esta razão que me sinto impelida a informar que Jorge Mendes já ofereceu ao Hospital de São João, no Porto, mil Câmaras Expansoras (500 já entregues e as restantes a serem doadas no início da próxima semana) e 200 mil batas de protecção individual. Em face da emergência sanitária que atinge o nosso país, Jorge Mendes e a Gestifute estão empenhados em contribuir para o reforço dos recursos que servem os estabelecimentos hospitalares do nosso país no combate ao vírus Covid-19. Nesse sentido, Jorge Mendes tem encomendados (com entrega prevista para a primeira semana de Abril) três ventiladores, que vão servir dois hospitais do Norte do país.

A exemplo do que aconteceu nas doações periódicas ao IPO do Porto ou noutros momentos difíceis que o país atravessou (como foram os devastadores incêndios em Pedrógão e Santa Comba Dão), bem como em múltiplas situações em que se evitou propositadamente a divulgação pública, Jorge Mendes tomou a iniciativa e apoiou quem mais necessitava. Fê-lo sempre de forma desinteressada e apenas respondendo à sua consciência cívica.

E é também com esse propósito que Jorge Mendes tem passado boa parte dos últimos dias a estabelecer inúmeros contactos e a desenvolver múltiplos esforços, quer em Portugal quer em outros pontos do mundo, para garantir a aquisição e a chegada ao nosso país de mais material hospitalar, como, por exemplo, dezenas de milhar de máscaras de protecção individual. Ajudar a que os nossos heróicos profissionais de saúde tenham disponíveis os meios necessários para os portugueses, que tanto estão a sofrer neste momento difícil e irreal, é a sua grande preocupação. Porque ficar em casa é uma obrigação, mas agir é um dever".

3
Deixe o seu comentário
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Coronavírus

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.