Coronavírus: Marcelo agradece mensagem solidária do presidente esloveno gravada em português

Borut Pahor manifestou "solidariedade na luta contra o coronavírus"

A carregar o vídeo ...
Presidente da Eslovénia elogia "determinação" do povo português na luta contra a covid-19

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, agradeceu esta quarta-feira ao seu homólogo esloveno, Borut Pahor, a mensagem de solidariedade para com Portugal no combate à covid-19 gravada em português e divulgada nas redes sociais.

De acordo com uma nota publicada no portal da Presidência da República na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa enviou "uma mensagem de agradecimento" a Borut Pahor, em seu nome e do povo português, "reciprocando os votos do Presidente da Eslovénia".

O chefe de Estado português "sublinhou ainda a importância dos laços que unem os dois países, bem como da cooperação e solidariedade internacional para fazer face a uma epidemia que a todos afeta", lê-se na mesma nota.

O Presidente da Eslovénia, Borut Pahor, tem divulgado nos últimos dias nas redes sociais Facebook e Twitter mensagens em vídeo dirigidas aos seus homólogos e aos povos de vários Estados-membros da União Europeia, como Irlanda, Itália, França, Alemanha e Espanha, nas respetivas línguas.

Hoje, Borut Pahor divulgou um vídeo em que se dirige a Marcelo Rebelo de Sousa e aos "caros amigos portugueses", para manifestar, em nome de todos os eslovenos, "solidariedade na luta contra o coronavírus".

Nesta mensagem gravada em português, Borut Pahor expressa "admiração pelo povo português", considerando que "nestes tempos difíceis está a demonstrar a determinação, a coragem e a esperança", e afirma que a Eslovénia "sente a sua tristeza" e "está sinceramente feliz" com os "seus sucessos".

"Vamos nos unir com outras nações e países europeus. Tudo vai ficar bem", acrescenta.

Borut Pahor, de 56 anos, antigo líder do partido esloveno Sociais-Democratas, é Presidente da Eslovénia desde 2012 e tem participado com Marcelo Rebelo de Sousa nos encontros do Grupo de Arraiolos, constituído por chefes de Estado não executivos da União Europeia.

A pandemia de covid-19 atingiu 193 países e territórios, registando-se já mais de 217 mil mortos e mais de 3,1 milhões de infetados a nível global, com perto de 860 mil doentes considerados curados, segundo uma contabilização da agência de notícias AFP.

Em Portugal, morreram 973 pessoas num total de 24.505 confirmadas como infetadas, e 1.470 doentes recuperaram, de acordo com o balanço de hoje da Direção-Geral da Saúde.

A doença covid-19 é provocada por um novo coronavírus detetado no final de dezembro em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias