Coronavírus: Ministra da saúde diz que lares devem ter planos de contingência

Para responder à pandemia de Covid-19

• Foto: Lusa

Os utentes do lar de Famalicão sem funcionários devido à covid-19 estão a ser submetidos ao teste do novo vírus, disse este domingo a ministra da Saúde, que lembrou que as instituições devem ter planos de contingência para responder à pandemia.

Marta Temido disse ainda que as autoridades de saúde têm identificadas neste momento quatro instituições que recebem idosos com casos confirmados de infeção com o novo coronavírus, duas na região de Lisboa e Vale do Tejo e duas na região Norte.

Em relação a Vila Nova de Famalicão, realçou que se trata de um "lar privado" onde foram identificados "alguns doentes" com o vírus da covid-19 e "que estão as ser testados esta manhã".

"Preocupa-nos a circunstância que está a ocorrer concretamente em Famalicão, na medida em que estas instituições, que são instituições privadas ou IPSS, têm de ter um plano contingencia", que "tinham de ter pensado", seguindo informações divulgadas "há bastantes dias, para não dizer semanas", disse Marta Temido, dando como exemplo a necessidade de haver equipas a trabalhar em turnos ou de haver recursos humanos "de segunda linha" preparados para a possibilidade de serem acionados.

 

 

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.

0