Coronavírus: Reserva federal prevê que dimensão da queda da economia dos EUA vai ser inédita

Devido à pandemia causada pelo novo coronavírus

• Foto: Instagram

A economia dos EUA vai "provavelmente cair a um ritmo sem precedentes no segundo trimestre", devido à pandemia do novo coronavírus, admitiu esta quarta-feira o presidente da Reserva Federal (Fed), Jerome Powell.

Em conferência de imprensa subsequente à reunião do comité de política monetária do banco central dos EUA, Powell declarou: "A dimensão e a duração do arrefecimento económico são extremamente incertas e vão depender, em grande parte, da rapidez com a qual o vírus venha a ser controlado".

Na ocasião, Powell garantiu que a Fed está a esforçar-se para que a recuperação seja "tão robusta quanto possível".

Para tal, a Fed vai utilizar "de maneira agressiva" todos os instrumentos à sua disposição, porque a economia "vai precisar, sem dúvida, de mais apoio".

No comunicado emitido depois do final da reunião, a Fed anunciou que vai manter as taxas de juro de curto prazo próximas de zero e continuar a comprar títulos de dívida pública e hipotecários, sem mencionar qualquer limite quantitativo ou temporal para estas aquisições.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias