De chapéus loucos a estranhas máquinas: as formas mais insólitas de manter o distanciamento social

Imagens de um café na Alemanha, de clientes com estranhos chapéus, tornaram-se virais

Em Schwerin, Alemanha, o Café e Pastelaria Rothe tornou-se viral depois de ter partilhado, na sua página de Facebook, uma fotografia da sua esplanada. Nada de mais, caso os seus clientes não tivessem na cabeça um esparguete de natação. Tudo em nome do distanciamento social em tempos de pandemia de Covid-19.

Na legenda da imagem, lia-se "medição de distância". Porém, tratou-se de um anúncio humorístico, e o café não está a distribuir os chapéus aos seus clientes. 

Do outro lado do mundo, em Alappuzha, Índia, as pessoas começaram a usar chapéus-de-chuva quando saem à rua instadas pelas autoridades locais. Desta maneira, com os chapéus abertos, mantêm a distância de segurança. Quem não tiver chapéu, recebe um. 

Em Hangzhou, China, os alunos de uma escola primária voltaram às aulas com um chapéu na cabeça. O acessório tinha uma tira de cartão ou de madeira de um metro de comprimento, para que as crianças se afastassem umas das outras. Todos decoraram os chapéus e houve mesmo quem usasse balões. 



Na República Dominicana, os bombeiros decidiram ajudar à manutenção das regras. Em Santiago, os bombeiros andaram pelas ruas com um camião que tinha um canhão de água. Prometeram "disparar" contra quem violasse as medidas de distanciamento social e não se afastasse dois metros da outra pessoa. Conseguiram acabar o dia sem que se gastasse água. 



Já em Toronto, Canadá, o artista Daniel Rotszain inventou uma "máquina" para usar na rua, feita de plástico. Acabou por concluir que os estreitos passeios da cidade não permitem a manutenção do distanciamento social.



Já em Paris, França, uma mulher usou um chapéu para manter a distância. 

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.