Diogo Amaral confessa problemas com drogas: «Portei-me muito mal com muita gente»

Revelação no "Programa da Cristina"

Diogo Amaral
Diogo Amaral

"Tu estás bem?", pergunta Cristina Ferreira, começando a conversa com Diogo Amaral.

"Vou usar o teu programa, se me permitires, para libertar uma coisa que quero libertar há algum tempo", respondeu o ator, que foi pai recentemente de Oliver, fruto da relação com Jessica Athayde. "Ai vida como é que isto se faz", continua, assegurando que está muito nervoso.

"Precisas deitar cá para fora alguma coisa?" perguntou Cristina Ferreira.

"Sinto que tenho de pedir desculpa à SIC, pedir desculpa ao Francisco, o CEO da SIC, fui contratado com ele quando ele era diretor de programas", disse Diogo, assumindo que tem um problema de adição a drogas. "Droga?" perguntou Cristina. "Sim", disse o ator, que tem contrato de exclusividade com a televisão de Paço de Arcos.

"Falhei muito com ele porque tive um problema relacionado com adições e durante 7 meses da minha vida, basicamente foi quando comecei a trabalhar aqui", disse.

"Já tinha experimentado e às vezes fazia de uma forma recreativa mas passou a ser um problema para mim", acrescentou.

"A raiz do problema não é o foco. A raiz é porque fiquei chateado com o meu pai durante muito tempo, é um caminho fácil. Só estou a fazer isto porque tenho de fazer um pedido de desculpas público ao Francisco... e à Joana Santos. Portei-me muito mal e até se calhar é prematuro estar a falar disto. Está a fazer um ano em que eu não uso nada!"

"Está a fazer um ano que fui acabar com a Jessica, porque ela não merecia estar a levar com uma coisa destas e fui ter com um amigo meu, irmão de coração, o Ljumobir, e disse-lhe: preciso que arranjes uma clínica e só posso ir agora porque ia estrear um filme cuja estreia não queria falhar". "Ele deu-me um enxerto de porrada, a Jessica também me ajudou muito".

"Aquilo que está aqui o Diogo a fazer é do mais difícil que há. Eu nem sequer sabia", diz Cristina, emocionando-se. 

"Isto vai ser horrível para mim, para a minha família", lamenta Diogo. "É péssimo para a minha imagem mas o meu trabalho é ser ator".

"O meu pai nem merece, é espetacular, foi um desentendimento pela minha responsabilidade. Hoje estou ótimo com o meu pai. Os meus pais ajudaram-me", acrescenta.

"Contei ao Daniel Oliveira, não o conhecia de lado nenhum, é o meu patrão, e não hesitou um segundo: pá, estamos contigo. E o Francisco também. Por isso preciso de fazer este pedido de desculpa à SIC e liberta-me, não preciso que haja uma dúvida à minha volta".

"Fiz coisas terríveis. Tu fazes coisas terríveis. E eu menti à Jessica, sempre, menti a tanta gente. Conseguia fingir que estava tudo bem. Não usava quando estava a trabalhar nem quando estava com o meu filho... Mas arranjava maneira de por o meu filho a casa da minha mãe para usar... Mas sou um sortudo do caraças. Tive a sorte de passar por isto tudo... Estive numa clínica na Escócia, que é o planeta dos horrores. É um hospital, tiram-te o telemóvel, revistam-te todos os dias, é horrível. Aquilo que eu vi ali faz-me não querer voltar ali", confessa.

"Faço isto para não ser o coitadinho... Eu não devo nada a ninguém mas chateia-me sentir que desconfiam de mim constantemente. É lixado recuperar a confiança. É normal, mas é o caminho que tenho de fazer. Sou acompanhado. Tenho um terapeuta e um sponsor espetacular. Estão sempre lá..."

"Eu não tomei nada. O tratamento não te ensina a não usar mas a perceber porque usas", revela.

"É o programa dos 12 passos, que é muito conhecido. Foi isso que tive a fazer nessa clínica. Passamos o dia a fazer terapias específicas".

"Só tem de depender de ti, mas é um perigo. Isto é prematuro o que estou a fazer, ainda só fez um ano".

"Cristina, eu sou um privilegiado, tenho um ordenado bom, o trabalho que quero e fui..."

"Também pedir desculpa à Vera, também menti tanto"

"Mais dois ou três meses e acabava com tudo, perdia o trabalho, perdia o meu filho, a Jessica, ia perder tudo, a confiança e o respeito das pessoas".

"Pode ser uma boa história para muitas pessoas. Eu menti a mim, passei 7 meses a mentir e ninguém sabia", diz emocionado.

"Acho de uma grandeza tão grande aquilo que estás a fazer hoje que me surpreende e emociona", garante Cristina, numa altura em que começa a não conseguir conter as lágrimas.

"Estou cheio de medo", diz o ator.

"Espero que as pessoas entendam isto como um ato de coragem e que não te façam sofrer mais nos próximos dias, nos próximos tempos", explica Cristina.

"Vou sair daqui feliz por causa disto. Estraguei o dia à minha mãe de certeza, ela não sabia. Só disse à Jessica", revela. "Estou cheio de medo e nunca fui tão honesto num programa de televisão".

Autor: Flash

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias