Autópsia revela que Julen sofreu um "traumatismo grave na cabeça"

Menino de 2 anos terá caído de pé no poço com 25 centímetros de diâmetro e que só parou nos 71 metros de profundidade

Os pais de Julen confortam-se durante a operação do resgate do menino que caiu em poço
Mineiros descem ao poço para o resgate de Julen em Málaga
Resgate de Julen em Málaga, Espanha
Mineiros descem ao poço para o resgate de Julen em Málaga
Resgate de Julen
Mineiros descem ao poço para o resgate de Julen em Málaga
Mineiros descem ao poço para o resgate de Julen em Málaga
Os pais de Julen confortam-se durante a operação do resgate do menino que caiu em poço
Mineiros descem ao poço para o resgate de Julen em Málaga
Resgate de Julen em Málaga, Espanha
Mineiros descem ao poço para o resgate de Julen em Málaga
Resgate de Julen
Mineiros descem ao poço para o resgate de Julen em Málaga
Mineiros descem ao poço para o resgate de Julen em Málaga
Os pais de Julen confortam-se durante a operação do resgate do menino que caiu em poço
Mineiros descem ao poço para o resgate de Julen em Málaga
Resgate de Julen em Málaga, Espanha
Mineiros descem ao poço para o resgate de Julen em Málaga
Resgate de Julen
Mineiros descem ao poço para o resgate de Julen em Málaga
Mineiros descem ao poço para o resgate de Julen em Málaga

A autópsia feita ao corpo de Julen, resgatado esta madrugada do poço onde caiu em Málaga há 12 dias, revelou que o menino sofreu um "traumatismo cranioencefálico grave", segundo avança o El Mundo. A imprensa espanhola avança que não é conhecido se o golpe na cabeça é proveniente da queda ou se terá sido feito antes.

As primeiras informações sobre a queda da criança foram que este teria caído de pé no poço com 25 centímetros de diâmetro e que só parou nos 71 metros de profundidade. Sobre ele terão caído pedras que também poderão ter provocado a ferida grave.

O corpo de Julen tinha os braços para cima quando foi encontrado, um sinal de que estaria a proteger-se da queda de pedras. A autópsia vai seguir para tribunal.

As autoridades revelaram, em conferência de imprensa, que foi uma queda livre e rápida até aos 71 metros, o que aposta para a possibilidade de não ter ficado preso em nenhum momento. "A posição do corpo indica que Julen caiu direto até aos 71 metros, onde foi encontrado o menino", explicou o delegado do governo da Andaluzia Alfonso Rodríguez Gómez de Celis, acrescentando: "A tese é que durante a própria queda de Julen foi caindo terra por cima. As paredes do túnel são muito arenosas. Mas é uma tese que teremos de investigar."

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.