Justiça confirma dez penas de morte para motins em estádio no Egito em 2012

Morreram 74 pessoas

• Foto: Reuters

Um tribunal de recurso egípcio confirmou esta segunda-feira, num veredicto definitivo, 10 penas de morte pronunciadas em 2015 contra apoiantes dos motins que causaram 74 mortos num estádio após um jogo de futebol em 2012 em Port-Said (nordeste).

Durante o processo de 2015, com 72 acusados, 40 foram condenados a penas de um a 15 anos de prisão.

A decisão desta segunda-feira não envolve um 11.º apoiante que foi condenado à morte, mas que foi julgado à revelia.

Os motins estiveram relacionados com o jogo entre as equipas de Port-Said Al-Masry e do Cairo Al-Ahly.

À saída do tribunal, cerca de duas dezenas de membros das famílias das vítimas congratularam-se com a decisão dos juízes.

Num primeiro julgamento, em março de 2013, foram condenados à morte 21 adeptos, mas em fevereiro de 2014, após um primeiro recurso, foi ordenado um novo julgamento.

Em junho de 2015, um tribunal egípcio determinou 11 penas capitais. Os juízes absolveram 21 dos acusados, entre os quais sete responsáveis da polícia.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.