Lava Jato: Empresário fugido às autoridades tem vida de luxo no Porto

Paradeiro de José Carlos Lavouras revelado pelo joranl 'O Globo'

O empresário José Carlos Lavouras, fugido às autoridades no âmbito da Operação Lava Jato, vive na cidade do Porto. Segundo o jornal O Globo, encontra-se em liberdade porque a Justiça portuguesa decidiu não o extraditar. Chegou a estar preso na sequência de uma ordem do juiz Marcelo Bretas em 2017. 

Lavouras foi encontrado pelos jornalistas de um programa de televisão da TV Globo, chamado "Fantástico", mas preferiu não falar.

O empresário foi denunciado como um dos responsáveis pelo pagamento de subornos a autoridades estatais do Rio de Janeiro. Durante 30 anos, esteve à frente do Conselho da Fetranspor, a Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (que junta dez sindicatos). O próprio terá conseguido 40 milhões de reais (9,2 milhões de euros) com o esquema de suborno.

José Carlos Lavouras tem dupla nacionalidade, portuguesa e brasileira. Vive na Boavista, numa casa de quatro quartos que vale 805 mil euros e que registada em nome da sua mãe. O Globo revela que se desloca de carro de luxo com motorista pela cidade.

Lavouras chegou a empregar dez mil pessoas 
O grupo JAL, de Lavouras, tinha em 2009 cerca de dois mil autocarros e empregava dez mil pessoas, indicava o Diário de Notícias. O nome do grupo veio do fundador da empresa, José Alves Lavouras, que morreu em abril de 1993 na sequência de um sequestro no Rio de Janeiro. O homicídio aconteceu apesar de a família ter pago o resgate. 

Em 2009, Lavouras tinha uma empresa na região do Porto.

Autor: Sábado

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.