Merkel quer abandonar liderança do partido, mas manter-se como chanceler

Chanceler alemã anunciou ao seu partido que não vai concorrer à reeleição

• Foto: Reuters

A chanceler alemã, Angela Merkel, anunciou ao seu partido que não vai concorrer à reeleição como presidente do CDU, depois de 18 anos à frente do destino do partido, avança a Associated France Press, citando fonte partidária.

O anúncio surge depois de a CDU ter obtido, este domingo, um resultado agridoce nas eleições no estado federado de Hesse que viram a extrema-direita entrar na assembleia regional. O partido de Merkel reuniu votos suficientes para ganhar as eleições, mas assegurou o pior resultado em mais de 50 anos, com apenas 28% dos votos. 

Com este resultado, Merkel consegue assegurar a posição da CDU, embora enfraquecida.

A Alternativa para a Alemanha (AfD, extrema-direita) foi outro dos partidos vencedores das eleições deste domingo, já que obteve 12% dos votos e entra assim pela primeira vez na assembleia regional de Hesse. Depois de no ano passado ter entrado pela primeira vez no Parlamento federal, este partido de extrema-direita e anti-emigração está já presente em todos os 16 parlamentos regionais da Alemanha, assinala a Reuters. 

Autor: Sábado

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.