Piloto reportou "falha do motor" após descolar de Cascais dizendo que ia aterrar na praia

Acidente na Costa de Caparica faz dois mortos

• Foto: Lusa

O piloto da avioneta que esta quarta-feira aterrou de emergência numa praia da Costa de Caparica, em Almada, reportou "falha do motor cerca de cinco minutos após descolar" do Aeródromo Municipal de Cascais, disse à agência Lusa fonte aeronáutica.

As comunicações com a torre de controlo do Aeródromo de Cascais revelam que o piloto declarou emergência, indicando uma "falha do motor" e que ia "aterrar na praia". A torre de controlo questionou em que praia é que o piloto ia aterrar, tendo o mesmo respondido: "na Cova do Vapor", estância balnear situada na União das freguesias de Caparica e Trafaria.

Contudo, a aeronave, modelo Cessna 152, fez uma aterragem de emergência na praia de São João, Costa de Caparica, Almada, tendo atingido mortalmente uma criança de oito anos e um homem de 56 anos, sem relação familiar.

A aeronave realizava um voo de treino com um aluno e um instrutor sénior, de 56 anos, com "elevada experiência e milhares de horas de pilotagem", explicou a escola de aviação Aerocondor, em comunicado.

Uma mulher de 45 anos ficou ainda com ferimentos ligeiros num dos braços e foi encaminhada para o hospital.


Aeroclube de Torres Vedras diz que aeronave estava "em perfeitas condições mecânicas"

De acordo com a entidade proprietária, a aeronave estava em "perfeitas condições mecânicas, com todas as revisões e certificações exigidas".

Em comunicado, o Aeroclube de Torres Vedras, proprietário da aeronave, explica que tinham sido feitas todas as revisões e certificações (para a operação que decorria quando do acidente) e que a aeronave está coberta com os necessários seguros que cobrem situações como a que aconteceu.

O Cessna, explica-se no documento, está cedido há vários anos à escola de aviação GAir, na sequência de um protocolo de cedência, "pelo que a operação desta aeronave é efetuada sob total responsabilidade da GAir".

O Aeroclube, que lamenta as vítimas mortais, lembra ainda que já estão a ser feitas peritagens no terreno e que as causas do acidente estão a ser investigadas pelo Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e Acidentes Ferroviários. 

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.