Restaurantes e cafés podem abrir serviço no interior a partir de segunda-feira

Serviço de mesa no interior limitado a grupos de quatro pessoas

• Foto: Reuters

Os restaurantes, cafés e pastelarias poderão abrir o serviço de mesa no interior, limitado a grupos de quatro pessoas, anunciou o primeiro-ministro, António Costa.

"Os restaurantes e cafés e pastelarias poderão, para além do serviço de esplanada, ter também serviço de mesa ou balcão, não ultrapassando o máximo de quatro pessoas", disse o governante, na conferência de imprensa que se seguiu à reunião do Conselho de Ministros, que esteve a apreciar a situação da pandemia em Portugal, de forma a avaliar as condições para se evoluir para a terceira etapa do processo de desconfinamento.

Esta abertura aplica-se à generalidade do país, exceto em sete concelhos, que se vão manter com as regras atualmente em vigor e outros quatro que vão recuar para as regras "mais apertadas" da primeira fase de desconfinamento.

A reabertura da restauração arrancou no dia 0 de abril, iniciando-se pelas esplanadas e com o limite máximo de quatro pessoas.

A próxima etapa de reabertura da restauração está marcada para a próxima segunda-feira, dia a partir do qual a restauração passa a poder voltar a ter clientes no interior, com um máximo de quatro pessoas, enquanto nas esplanadas o limite aumenta para seis pessoas, até às 22:00 ou 13:00 aos fins-de-semana e feriados.

A restauração terá ainda de funcionar com restrições de horários, o que deverá deixar de acontecer em 03 de maio, data a partir da qual o plano do Governo prevê que o número máximo de pessoas no interior dos restaurantes e pastelarias suba para seis e o das esplanadas para 10.

Casamentos e batizados a 25% da capacidade permitidos a partir de segunda-feira

A partir da próxima segunda-feira os casamentos e batizados voltam a ser permitidos no território continental, ainda que limitados a 25% da capacidade dos espaços onde esses eventos decorram.

A permissão insere-se no conjunto de medidas da próxima fase de desconfinamento, que avança segundo o plano do Governo para a generalidade do continente, exceção feita a alguns concelhos que pela elevada taxa de incidência de novos casos de covid-19 não reúnem as condições para progredir.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.