Testemunha diz que viu Maddie a entrar numa carrinha de matrícula alemã em Espanha semanas após o desaparecimento

Na altura, o detetive da polícia de Leicestershire emitiu um alerta internacional da Interpol

Judiciária segue novas pistas de rapto de Maddie
Christian Brueckner
Judiciária segue novas pistas de rapto de Maddie
Christian Brueckner
Judiciária segue novas pistas de rapto de Maddie
Christian Brueckner

Uma testemunha afirmou ter visto Madeleine McCann a entrar numa carrinha de matrícula alemã com um homem poucas semanas após o desaparecimento.

Segundo o Daily Mail, a informação contida num arquivo policial detalha como a testemunha viu Maddie a sair de um restaurante na cidade costeira espanhola de Alcossebre antes de entrar na carrinha de um homem.

Segundo a testemunha, Madeleine foi vista às 11h00 do dia 28 de maio de 2007, três semanas depois de desaparecer.

Na altura, o detetive da polícia de Leicestershire, John Hughes, emitiu um alerta internacional da Interpol com um aviso de "risco de morte de pessoa desaparecida", exigindo que a polícia espanhola e alemã investigassem o caso.

Foi também pedido à polícia espanhola que verificasse o local através das câmaras de vigilância e dos relatos das testemunhas, pedindo detalhes sobre o detentor de veículos.

O relatório policial, emitido como parte da Operação Tarefa, afirmava que o possível avistamento da criança inglesa. "Uma pessoa que ligou relatou um possível avistamento de Madeleine McCann, 11h, 28 de maio de 2007", informava o documento.

O episódio ganhou agora um novo significado desde que o alemão Christian Brueckner foi identificado na semana passada como um dos principais suspeitos de ter raptado a menina de 3 anos em 2007, na Praia da Luz.

Os investigadores britânicos acreditam que o homem morava na carrinha Volkswagen na altura em que Madeleine desapareceu.



Por Correio da Manhã
Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Fora de Campo

Notícias

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.