Árbitro Luís Reforço detido por peculato

Juiz de categoria C2 é um dos detidos entre os 14 funcionários da Autoridade Tributária ligados ao Aeroporto de Lisboa

• Foto: Luís Manuel Neves

Luís Reforço, árbitro de categoria C2, é um dos detidos entre os 14 funcionários da Autoridade Tributária ligados ao Aeroporto de Lisboa – foram ainda constituídos mais 13 arguidos – por peculato e falsificação de documentos.

Segundo Nuno Pereira, Comandante Operacional da Divisão Criminal de Lisboa, os suspeitos “facilitavam a entrega e chegada de objetos”, que eram retidos e dados como perdidos e não eram reclamados. Numa fase seguinte, esses mesmos objetos eram revendidos ou usados em benefício próprio, como Nuno Pereira explicou à Lusa.

Após mais de um ano de investigação, foram feitas 30 buscas domiciliárias, com a descoberta de “centenas de objetos” (computadores, telemóveis e relógios, por exemplo) desviados num esquema ilícito, bem como três armas de fogo e uma de pressão de ar não legalizadas. Nuno Pereira sublinhou ainda que tanto a Autoridade Tributária como os detidos não colocaram quaisquer entraves a toda a investigação e colaboraram para “desmascarar o esquema ilegal”.

Conselho de Arbitragem afasta árbitro de imediato após estes lances estranhos no Torreense-Anadia

Recorde-se que Luís Reforço esteve envolvido numa recente polémica, mas dentro das quatro linhas. Num duelo entre Torreense e Anadia, o árbitro, de 45 anos, assinalou um penálti polémico a favor do Torreense, expulsou o jogador do Anadia e mandou repetir o penálti duas vezes até ser golo.

25
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Arbitragem

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.