FC Porto-Benfica: Donato Ramos persistiu no erro

Ficou célebre o golo anulado na Supertaça em 1994/95

Ficou célebre o golo anulado por Donato Ramos a Amaral nas Antas por indicação do seu auxiliar na 2ª mão da Supertaça em 1994/95. Posteriormente, o lance foi classificado como "escandaloso", mas o árbitro de Viseu persistiu no erro, mesmo depois de rever o lance.

Na mesma jogada ocorreram dois erros grosseiros. O primeiro foi uma saída de Vítor Baía com as mãos fora da área sem infração e o segundo a anulação do golo depois de Amaral rematar, ainda que estivessem dois benfiquistas deslocados posicionalmente. "Há um jogador do FC Porto entre os atacantes do Benfica... não há dúvida de que houve fora-de-jogo", justificou Donato Ramos, na altura. Quanto à saída de Vítor Baía, o viseense adiantou: "Onde a bola lhe bate não tenho a certeza e nunca iria sancionar uma falta não tendo a certeza que ela existiu."

O troféu seria atribuído ao FC Porto depois de uma finalíssima disputada em Paris.

9
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Arbitragem

Notícias

Notícias Mais Vistas