Luciano Gonçalves: «Estão a acontecer demasiados erros»

Presidente da APAF lamenta também que o ambiente não ajude os árbitros

• Foto: Fernando Ferreira
Luciano Gonçalves, presidente da Associação Portuguesa de Árbitros de Futebol (APAF), admitiu que a arbitragem da equipa liderada por Luís Godinho no Moreirense-FC Porto cometeu alguns erros - mas sem nunca especificar quais, e recusando-se a comentar o polémico lance da expulsão de Danilo -, mas sublinhou que levantar climas de suspeição em nada contribui para diminuir os lances mal ajuizados.

"Não irei falar em concreto sobre nenhum lance do jogo ou qualquer jogo antes de serem assuntos de relatório. Agora sim, claro que houve erros, como infelizmente acontecem em todos os jogos. Não podemos é levantar suspeições sobre o que for. Existiram erros mas as instâncias próprias irão penalizar o árbitro se assim for esse o entendimento de quem observou o jogo e do Conselho de Arbitragem. Se a arbitragem foi má ontem? Trata-se de um árbitro jovem, que está a fazer um bom caminho. É óbvio que todos os jogos que envolvam as equipas com maior destaque os erros são muito mais esmiuçados. É óbvio que a equipa de arbitragem teve os seus lapsos e que as coisas não estão a correr bem, estão a acontecer demasiados erros", analisou o líder da APAF na SIC Notícias.

"Têm existido erros, como em outras épocas também existiram. Agora, tendo em conta o trabalho que os árbitros e a estrutura da arbitragem estão a desenvolver, é óbvio que estão a acontecer erros que não queríamos. Não estamos a ser felizes, tendo em conta o trabalho realizado para o trabalho final. E sei que os árbitros estão a trabalhar muito bem, a errar cada vez menos mas há situações em que não têm sido felizes e em nada está a ajudar o ambiente", lamentou.
Por João Socorro Viegas
2
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Arbitragem

Notícias

Notícias Mais Vistas