Luciano Gonçalves: «Não tenho medo, não me intimidam com mensagens ou contacto com os meus filhos»

Presidente da APAF deixa garantia em publicação no Facebook que surge após polémicas no clássico e declarações de Luís Filipe Vieira

• Foto: José Gageiro/movephoto

Luciano Gonçalves, presidente da APAF, garantiu que não se deixará intimidar "com mensagens, telefonemas ou contacto com meus filhos ou familiares". Numa publicação no Facebook - que surgiu na sequência das polémicas do FC Porto-Benfica e das palavras de Luís Filipe Vieira, que duas horas antes desafiou o líder daquele organismo a publicar a troca de mensagens entre ambos -, garantiu que está "ainda mais motivado" para prosseguir a sua missão.

"A minha vantagem é que quando eu entender que não vale a pena continuar a lutar pelo que acredito, ou seja, um futebol melhor para os nossos filhos e netos, eu vou embora, volto à minha vida, sei fazer outras coisas, sei viver noutro mundo, pois foi daí que vim, sei o que é andar nas obras, sei o que é viver com tostões para sustentar os filhos, sei andar a trabalhar de roupa suja... É essa a minha vantagem não precisar deste pseudo status que o futebol lhes dá ou melhor lhes cobra...", referiu Luciano Gonçalves.

"Mas que raio de futebol é este... Que desporto é este...", concluiu.

Um pouco antes, à SIC Notícias, o líder da APAF afirmou, na sequência do apelo do Benfica para 'importar' árbitros estrangeiros, que "se calhar temos de perceber que faria sentido se também trouxéssemos dirigentes do estrangeiro para dirigir os nossos clubes e o nosso futebol". Declarações que pode ler na íntegra AQUI.

A publicação de Luciano Gonçalves

"Não dês valor a quem não merece"

O respeito, os valores e os princípios não se compram com dinheiro ou posição social, ou se nasce e se cultiva ou não existem…
Não pode valer tudo…

O futebol já me trouxe de tudo desde os meus 14 anos… alegrias, tristezas, sofrimento, paixão, desilusão enfim uma série de sentimentos, mas a forma como os encaro nas várias funções foi sempre iguais, com dignidade e princípios…

Eu ao contrário de muita gente "Neste Futebol" prejudiquei-me financeiramente para cá andar, deixei a minha família passar menos bem, para ir atrás do que acredito e não vice-versa.
E é isso que vou fazer enquanto acreditar que é possível, não recebo recados nem ando a toque…

O que me motiva é acreditar no futuro e nas bases, não estou agarrado a lugares, pois eu tenho uma grande vantagem em relação à maioria destes que teimam em destruir a nossa paixão.

A minha vantagem é que quando eu entender que não vale a pena continuar a lutar pelo que acredito, ou seja, um futebol melhor para os nossos filhos e netos, eu vou embora, volto à minha vida, sei fazer outras coisas, sei viver noutro mundo, pois foi daí que vim, sei o que é andar nas obras, sei o que é viver com tostões para sustentar os filhos, sei andar a trabalhar de roupa suja….

É essa a minha vantagem não precisar deste pseudo status que o futebol lhes dá ou melhor lhes cobra….

E aviso já que não tenho medo, não me intimidam com mensagens, telefonemas ou contato com meus filhos ou familiares, e se o objetivo é outro… acabaram de me motivar mais ainda a continuar.

Mas que raio de futebol é este…. Que desporto é este….

Deixe o seu comentário
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Arbitragem

Ronda sem dramas

V. Guimarães-Sporting teve um erro, embora a 7.ª jornada tenha decorrido sem polémicas

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.