Benfica vence em Braga (2-4) e está na final da Taça de Portugal feminina

Encarnadas defrontam o Valadares Gaia, que superou na outra eliminatória o Clube Albergaria

• Foto: Paulo Calado/Arquivo

O Benfica apurou-se este sábado para a final da Taça de Portugal de futebol feminino, ao vencer no estádio do Sp. Braga, por 4-2, na segunda mão das meias-finais, depois de ter perdido em casa no primeiro jogo.

As minhotas, líderes da Liga, venceram em Lisboa, na primeira mão, por 2-1, mas não resistiram ao 'vendaval' benfiquista do início do jogo: nos nove primeiros minutos, a equipa lisboeta marcou três golos e praticamente sentenciou a eliminatória.

O Benfica, que milita na segunda divisão, por ter esta época iniciado o projeto de futebol feminino, inaugurou o marcador logo aos três minutos, com Geyse a dar a melhor sequência a um excelente passe de Darlene.

Dois minutos depois, foi Darlene, com um bom 'chapéu' sobre Rute Costa, após passe de Ana Vitória, a fazer o segundo e, aos nove, Yasmim fez o terceiro, de livre direto.

O técnico das bracarenses, Miguel Santos, mexeu na equipa bem cedo, trocando Regina por Laura Luís, mas sem resultados.

A demonstrar grande frescura física, o Benfica não permitiu que a equipa da casa se aproximasse sequer da sua área e esteve mais perto do quarto golo, como aconteceu com Geyse, aos 21 minutos, do que as 'arsenalistas' de reduzirem.

Daniuska surgiu no lugar de Staub após o intervalo nas bracarenses e, aos 57 minutos, ficou uma grande penalidade por assinalar contra o Benfica, por mão de Rilany Silva na área.

O Braga pressionou muito mais, mas foi o Benfica que dilatou o marcador, por Evy Pereira, isolada na 'cara' de Rute Costa, após grande passe de Darlene, os 62 minutos.

Quando se pensava que o jogo e a eliminatória estariam resolvidos, três minutos depois, um erro crasso da guarda-redes 'encarnada' permitiu a Laura Luís reduzir, aos 65 minutos, e, logo a seguir, aos 66, Vanessa, de cabeça, deu esperança ao Sporting de Braga.

As minhotas lançaram-se em busca de mais golos, perante um Benfica em evidente quebra física, mas mais com o coração do que com a cabeça, e o resultado manteve-se. 

O Benfica, pela primeira vez no jogo decisivo da Taça de Portugal, vai defrontar o vencedor do Valadares Gaia-Clube de Albergaria, que disputam a outra meia-final.

Jogo no Estádio 1.º de Maio, em Braga.

Sporting de Braga - Benfica, 2-4.

Ao intervalo: 0-3.

Marcadores: 

0-1, Geyse, 03 minutos.

0-2, Darlene, 05.

0-3, Yasmim, 09.

0-4, Evy Pereira, 62.

1-4, Laura Luís, 65.

2-4, Vanessa, 66.

Equipas:

Sporting de Braga: Rute Costa, Staub (Daniuska, 46), Jara, Diana Gomes, Ágata Filipa, Murnan, Regina (Laura Luís, 16), Vanessa, Uchendu, Francisca (Machia, 60) e Keane.

(Suplentes: Bertsch, Babi, Laura Luís, Daniuska, Inês Maia, Machia e Matilde Fidalgo). 

Treinador: Miguel Santos.

Benfica: Dani Neuhaus, Daiane, Tayla, Sílvia Rebelo, Yasmim, Pauleta, Ana Vitória, Evy Pereira, Jassie Vasconcelos (Rilany Silva, 52), Darlene e Geyse (Maiara, 83).

(Suplentes: Catarina Bajanca, Andreia Faria, Rilany Silva, Diva Meira, Carlota Cristo, Maiara, Pipa).

Treinador: João Marques.

Árbitro: Sandra Bastos (AF Aveiro).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Geyse (55), Evy Pereira (63), Machia (67), Murnan (74), Yasmim (78), Rilany Silva (90+2).

Assistência: cerca de 5.000 espectadores.

A festa no balneário das jogadoras do Benfica depois de garantida a final da Taça

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Futebol Feminino

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.