Real-Penafiel, 3-1: Regresso às vitórias perante adversário reduzido a 10

Equipa deixa último lugar

• Foto: Arquivo/Paulo Calado

O Real regressou este domingo aos triunfos na 2.ª Liga, ao receber e vencer o Penafiel, por 3-1, em jogo da sétima jornada da prova, e abandonou assim o último lugar da prova.

Sem vencer desde 6 de agosto, a formação sintrense esteve cerca de 70 minutos em superioridade numérica, por força da expulsão de José Gomes, mas apenas resolveu o jogo - marcado por três grandes penalidades - nos últimos minutos. Vinicius (45+1' e 90+1') e Basso (82') marcaram pelos anfitriões, enquanto Diouf reduziu (79') para os penafidelenses.

Uma entrada autoritária da equipa de Filipe Martins colocou em sentido o Penafiel, que, logo aos quatro minutos, viu o poste da baliza de Ivo evitar o pior num cabeceamento de Marcelo Lopes. O perigo rondou desde cedo os forasteiros e, aos 18', José Gomes foi expulso com cartão vermelho direto, por derrubar Marcelo Lopes quando este seguia isolado para a baliza.

O árbitro João Capela apontou de imediato para a marca da grande penalidade, mas Vinicius desperdiçou a chance soberana. O nulo seguia no marcador, mas no relvado o jogo mudava substancialmente, com o recuo estratégico do Penafiel. António Conceição tentou segurar o jogo e reorganizou os jogadores para uma longa e penosa inferioridade numérica.

Sem grandes oportunidades ou lances de interesse, o jogo só voltaria a animar com mais uma grande penalidade para o Real. Desta feita, já em cima do intervalo, o juiz da partida considerou mão de Kalindi na área e Vinicius conseguiu redimir-se com o 1-0 para a equipa da casa, resultado com que se chegou ao intervalo.

No segundo tempo, os nortenhos cresceram. Com grande esforço, mas sem muitas ideias, o Penafiel disfarçou o facto de estar a jogar com menos um elemento e Diouf até esteve perto do empate. A ameaça foi concretizada aos 80', com o defesa a converter o terceiro penálti do jogo, na sequência de uma falta do recém-entrado Sabry sobre Fábio Abreu.

O empate parecia relançar a discussão do desafio, mas foi então que a formação de Filipe Martins despertou e correu em busca da vitória, que chegou com um cabeceamento de Basso, aos 83', e foi posteriormente confirmada com o segundo tento de Vinicius, num remate à meia volta de fora da área, já em tempo de descontos.

O 3-1 final deu alguma justiça ao jogo, ainda que por números exagerados, e permitiu ao Real deixar a última posição da 2.ª Liga, passando a ocupar o 17.º posto, com seis pontos em sete jogos, enquanto o Penafiel mantém os oito pontos e segue no 14.º lugar.

Jogo realizado no complexo desportivo do Real, em Monte Abraão.

Real-Penafiel: 3-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:

1-0, Vinicius, 45+1 minutos (grande penalidade).

1-1, Diouf, 80' (grande penalidade).

2-1, Basso, 83'.

3-1, Vinicius, 90+1'.

Equipas:

Real: Tom, Jorge Bernardo, Basso, Uolu, Paulinho, Marcelo Lopes (Vasco Coelho, 85), Fokobo, Brash (Abdoulaye, 81), Marcos Barbeiro (Sabry, 77), Kikas e Vinicius.

(Suplentes: Patrick Costinha, Vasco Coelho, Tiago Morgado, Iacovelli, Sabry, Diogo Coelho e Abdoulaye).

Treinador: Filipe Martins.

Penafiel: Ivo, Luís Dias (Fábio Fortes, 65), Luís Pedro, Diouf, José Gomes, Romeu Ribeiro, Rafa Sousa, Gleison, Gustavo (Ludovic, 46), Vasco Braga (Kalindi, 23) e Fábio Abreu.

(Suplentes: José Costa, Paulo Bessa, Tiago, Ludovic, Caetano, Kalindi e Fábio Fortes).

Treinador: António Conceição.

Árbitro: João Capela (AF Lisboa).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Luís Pedro (11'), Paulinho (22') e Jorge Bernardo (39'). Cartão vermelho direto para José Gomes (19').

Assistência: cerca de 500 espetadores.

Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.