Real-União da Madeira, 3-1: Acaba jejum de 10 jogos sem vencer

Último triunfo da equipa de Sintra fora há mais de três meses

Marcelo Lopes

O Real, último classificado da 2ª Liga, venceu este domingo na receção ao União da Madeira, por 3-1, e regressou aos triunfos após 10 jogos sem vencer, em jogo da 21.º jornada.

Sob o comando do adjunto Bruno Carvalho, que sucedeu interinamente a Filipe Martins, a formação do concelho de Sintra voltou a vencer na competição, mais de três meses depois [o último triunfo remontava a 7 de outubro, na visita ao Nacional, por 4-0].

Carlos Vinicius, que tem sido apontado como possível reforço do Nápoles, foi decisivo no encontro, ao assinar o empate -- anulando o golo na própria baliza de Rúben Marques, aos 16 minutos -- e assistir Marcos Barbeiro para o terceiro tento, aos 89, já depois de Brash ter consumado a reviravolta no marcador, aos 82.

Com o golo de hoje, Carlos Vinicius isolou-se na lista de melhores marcadores da prova, com 12, mais um do que Heriberto Tavares, do Benfica B, mas o Real continua no 20.º e último lugar, com 17 pontos, a quatro do Varzim, primeira equipa na zona do 'play-off'.

Com o jogo ainda muito indefinido, o União da Madeira abriu o marcador aos 16 minutos, por Rúben Marques, na própria baliza.

Na marcação de um pontapé de canto na direita, o médio do União da Madeira Nduwarugira rematou à entrada da área, beneficiando de uma tabela em Matheus Leal e no capitão do Real.

Durou quatro minutos a vantagem da equipa visitante, que permanece no 14.º lugar, com 23 pontos, e somou o segundo jogo consecutivo sem vencer.

Numa incursão pela direita, Paulinho cruzou para o centro da área e Carlos Vinicíus empatou, após um ressalto de bola em Nduwarugira.

Apesar da maior posse de bola da equipa de Massamá, o União da Madeira foi sempre mais objetivo e assertivo no ataque.

Aos 35, na sequência de um cruzamento da direita de Rodrigo Henrique, Flávio Silva rematou ao poste da baliza defendida por Patrick Costinha.

Dois minutos depois, foi a vez de o avançado Betinho disparar ao ferro da baliza da turma anfitriã. O União da Madeira ameaçou por duas vezes o 2-1 e poderia ter chegado ao intervalo em vantagem.

No regresso dos balneários manteve-se a toada de equilíbrio, embora o Real ostentasse uma maior tendência atacante.

Aos 67, o moçambicano Gildo surgiu dentro da área sozinho e a rematou por cima do alvo.

Quando parecia que a igualdade seria o desfecho final, Brash deu a vantagem ao Real, após uma recuperação de bola do companheiro Marcelo Lopes, que assistiu o golo para a reviravolta.

O Real ainda marcou o terceiro golo, por Marcos Barbeiro, aos 89, num lance em que que brilhou Carlos Vinícius, autor da assistência, de calcanhar.


Jogo realizado no Complexo Desportivo de Monte Abraão, em Sintra.

Real-União da Madeira: 3-1.

Ao intervalo: 1-1.

Marcadores:

0-1, Rúben Marques, 16 minutos (na própria baliza).

1-1, Vinícius, 20.

2-1, Brash, 82.

3-1, Marcos Barbeiro, 89.

Equipas:

Real Massamá: Patrick Costinha, Paulinho, Vasco Coelho, Paulo Monteiro, Matheus Leal, Rúben Marques (Basso, 61), Cazonatti, Thabo Cele (Brash, 69), Marcelo Lopes, Gildo (Marcos Barbeiro, 80) e Carlos Vinicíus.

(Suplentes: Luís Ribeiro, Basso, Diogo Coelho, Marcos Barbeiro, Fokobo, Brash e Abdoulaye Dialló).

Treinador: Bruno de Carvalho.

União da Madeira: José Chastre, Tiago Moreira, Bosson Romaric, Allef Nunes, Sylla, Rudy (Luan, 86), Nduwarugira, Rodrigo Henrique (André Carvalhas, 73), Júnior, Flávio Silva (Bruno de Morais, 62) e Betinho.

(Suplentes: Ravi, Pathé Ciss, Nestor Mendy, Bruno Morais, Paulo Vasconcelos, André Carvalhas e Luan).

Árbitro: Rui Oliveira (AF Porto).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Rúben Marques (11 minutos), Thabo Cele (56), Aleef Nunes (79) e Paulinho (85).

Assistência: cerca de 600 espetadores.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de 2ª Liga

Notícias

Notícias Mais Vistas