Vasco Faísca: «É com muita mágoa que deixo o 'meu' Farense»

Treinador deixou uma publicação nas redes sociais sobre a saída do Farense

• Foto: Tony Dias/Movephoto
Vasco Faísca reagiu esta terça-feira à saida do comando técnico do Farense, após ter sido afastado das funções que desempenha. O treinador português, de 42 anos, não resistiu à derrota no reduto do Torreense (1-0), sendo rendido interinamente por Neca e já com sucessor conhecido: José Mota.

Faísca, que estava em Faro desde a última época, garantiu ter sido um "sonho" sentar-se no banco da equipa que admira, deixou vários agradecimentos mas lamentou a saída. "É com muita mágoa que deixo o 'meu' Farense, mas assim é o futebol, assim é a vida…", escreveu.

Aquando do afastamento do cargo, o Farense seguia em 2º lugar, com 34 pontos em 18 jornadas.


Leia a mensagem na íntegra:

"Demorei algum tempo a fazer esta comunicação pois a não oficialização da minha saída do SC Farense assim o exigia.

É com muita mágoa que deixo o "meu" Farense, mas assim é o futebol, assim é a vida…

Independente de tudo, gostava de agradecer a quem me deu a oportunidade de me sentar no banco que outrora pertenceu ao mítico Paco Fortes, herói da minha juventude, juntamente com os vários, Pitico, Mané, Hassan, Hajry, Miguel Serôdio, Peter Rufai, etc, etc, etc. Para mim foi um sonho! Ao mesmo tempo uma honra e um grande orgulho voltar a representar o 'meu' Farense, clube que representei em criança na ginástica desportiva, no basquetebol, e só mais tarde no futebol. O clube que mais marcou a minha formação como homem e pelo qual tenho uma grande paixão e um sentimento de agradecimento muito grande.

Quero agradecer a todos os sócios, adeptos, e simpatizantes do SC Farense, por todo o apoio e carinho que sempre me deram. Contribuíram de maneira decisiva para embelezar este meu trajeto ao serviço do Grande Farense.

Agradecer também a todas as pessoas que trabalharam diariamente comigo para que nada nos faltasse. Secretários técnicos, motoristas, pessoal da rouparia, departamento médico, e a toda a minha equipa técnica que muitome ajudou para que este fosse um trajeto de sucesso. Especial destaque para as pessoas que me acompanham há mais tempo, Márcio Ramos, Flávio Soares, Rodrigo Pinto, e Alen Velic. Pessoas que trabalham atrás dos bastidores mas que têm sido fundamentais na minha carreira como treinador, para eles o meu obrigado!

Por último, o agradecimento vai obviamente para os meus jogadores. Sou um apaixonado pelo jogo, sou um apaixonado pelos jogadores. O meu obrigado a todos eles sem exceção! Eles foram os meus Pitico, Mané, Hassan, Hajry, Miguel Serôdio, Peter Rufai etc etc etc. Foi um prazer enorme treiná-los e na realidade foi fácil, são um grande grupo de homens, e quando assim é, fica mais fácil…

Um grande abraço a todos

e Viva o FARENSE!!!"

Por Flávio Miguel Silva
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Farense

Notícias

Notícias Mais Vistas