Presidente da Câmara de Olhão fala em fraude e atropelo na decisão da FPF

Federação determinou a subida à 2ª Liga de Vizela e Arouca

O presidente da Câmara Municipal de Olhão, António Pina, considera a decisão da FPF que determinou a subida à 2ª Liga de Vizela e Arouca "uma fraude, pois não assenta em nenhum regulamento e beneficia uns e prejudica outros".

Para o autarca, o caminho seguido pela FPF "representa um atropelo aos regulamentos e ao bom senso e importa perceber a quem interessa e o que motiva esta decisão".

No imediato a Câmara de Olhão vai "incentivar o Olhanense a promover os procedimentos que forem considerados adequados na justiça desportiva" e António Pina pondera mesmo "uma possível queixa à Procuradoria-Geral da República". "Entendemos que poderá haver interesse em perceber se estamos na presença de indícios da prática de crimes em torno deste processo", acrescenta.

O edil olhanense diz que "não vale a pena a FPF esconder-se atrás de uma suposta obrigatoriedade determinada pelo Governo, pois isso não é verdade". "Ninguém entende a pressa em decidir desta forma as subidas à 2ª Liga, servindo os interesses de alguém mas não, seguramente, os do futebol."

António Pina sustenta que "a FPF não pode apresentar como argumento que o Governo não permitiu a realização de mais jogos além dos referentes à 1ª Liga". "Não é verdade! Com seis jogos em dois dias, na Cidade do Futebol, que tem todas as condições para isso, o Campeonato de Portugal poderia ser decidido mas a opção recaiu no que, repito, é uma fraude", frisa.

Os olhanenses, diz o autarca, "estão revoltados e tristes perante uma lamentável postura por parte da FPF, que ainda vai a tempo de corrigir um erro crasso e desnecessário".

Por Armando Alves
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Campeonato de Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.