Trofense derrota Estrela da Amadora e conquista Campeonato de Portugal

Final de Coimbra foi decidida apenas no prolongamento

• Foto: Bruno Teixeira Pires

Keffel foi o herói do Trofense ao marcar o golo que valeu a vitória por 1-0 frente ao Estrela da Amadora, na final do Campeonato de Portugal de futebol, já no prolongamento.O brasileiro de 21 anos saltou do banco de suplentes na segunda parte e, aos 96 minutos, apontou o único golo do encontro entre os dois conjuntos que no próximo ano vão disputar a II Liga portuguesa de futebol.

As duas formações entraram bem na partida, mas com o passar do tempo foram encaixando marcações, o que tornou o primeiro tempo algo monótono e com poucas oportunidades de golo, salvo raras exceções, a primeira a pertencer ao Estrela nos primeiros minutos, num remate que saiu forte e ao lado do poste.

Aos 16 minutos, Alan Júnior respondeu para o Trofense, mas também com a pontaria desafinada, numa altura em que as formações se estudavam mutuamente e tentavam impor o seu ritmo de jogo.

Até ao intervalo, destaque para uma iniciativa de Sérgio Conceição pelo flanco direito, que cruzou para um cabeceamento torto de Paollo Madeira.

No regresso dos balneários, a equipa bracarense entrou à procura do golo e criou várias oportunidades consecutivas até aos 60 minutos, a melhor numa triangulação do trio atacante que acabou com Bruno Almeida a lançar Alan Júnior na área, mas o avançado rematou à malha lateral.

Depois disso, o encontro levou o mesmo rumo da primeira parte: combativo e com parcas demonstrações de bom futebol ofensivo até ao apito final, o que levou o jogo para prolongamento.

À semelhança do que aconteceu no começo da segunda parte, o Trofense entrou melhor e acabou mesmo por inaugurar o marcador, numa bela jogada coletiva entre opções lançadas do banco por Rui Duarte, na qual Daniel Liberal tirou o cruzamento atrasado, o esférico sobrou para os pés de Keffel, que disparou para o fundo das redes, sem hipóteses para Filipe Leão.

A partir daí, os homens da Trofa baixaram linhas e defenderam o resultado, raramente incomodados pelos lisboetas que só criaram perigo num remate de longe de Paollo Madeira, que saiu perto do poste, antes de verem o treinador Rui Santos expulso.

Por Lusa
1
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Campeonato de Portugal

Notícias

Notícias Mais Vistas