Marco Gonçalves defende-se da agressão ao árbitro: «Não me lembro de o ter agredido»

Avançado do Canelas contou a sua versão

A carregar o vídeo ...
Assim foi a agressão do jogador do Canelas ao árbitro

"Não me lembro de o ter agredido. Foi o empurra aqui e empurra ali." Marco Gonçalves defende-se da agressão ao árbitro José Rodrigues, durante a partida que opôs o Rio Tinto ao Canelas. O avançado da equipa onde atua Fernando Madureira contou à SIC o que se passou:

"Lembro-me de agarrar o árbitro, mas não sei como aconteceu aquilo. Você [jornalista] está a dizer que foi uma joelhada... talvez fosse. Se for esse o caso, eu queria mesmo pedir desculpa ao árbitro, à respetiva família e aos portugueses".

Orelhas, como é conhecido, de 34 anos, assumiu em sua defesa que um adversário do Rio Tinto o estava a provocar nos primeiros instantes da partida. "Ele disse-me: "Seu filho da p***, morte à tua mãe!". E eu: "Hein?" Pegámo-nos aí, meti-lhe o braço e ele atira-se para o chão como os bebés fazem, a chorar. O senhor árbitro começa a correr em direção a mim, do nada, e 'saca' logo do [cartão] vermelho. Vermelho direto? Eu não agredi, fiz o que disse. Estava a ser insultado", esclareceu.

Por Flávio Miguel Silva
47
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Coluna Distrital

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.