Tribunal de Braga aplica apresentações periódicas a "responsável" do Palmeiras

Clube indiciado da prática do crime de auxílio à imigração ilegal

O Tribunal de Braga aplicou esta terça-feira termo de identidade e residência e apresentações periódicas a um "responsável" do Palmeiras Futebol Clube, indiciado da prática do crime de auxílio à imigração ilegal, anunciou o SEF.

Em nota enviada à Lusa, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) acrescentou que outras medidas de coação foram a apreensão de passaporte e a proibição de saída de território nacional.

Segundo o SEF, o homem, que se assumiu como "responsável do clube e pela vinda dos cidadãos para Portugal", foi detido na segunda-feira, durante uma ação inspetiva no Palmeiras Futebol Clube, no âmbito da prevenção da exploração de mão-de-obra estrangeira em território nacional.

No decorrer da ação inspetiva, foram ainda detetados 11 futebolistas a pernoitar nas instalações do clube, "sem que houvesse quaisquer condições adequadas para o efeito".

Destes, oito foram notificados para abandono voluntário do país, por situação irregular.

Os restantes três encontravam-se em situação regular em território nacional.

O Palmeiras milita na 1.ª Divisão da Associação Distrital de Futebol de Braga.

Por Lusa
Deixe o seu comentário

Últimas Notícias

Notícias
SUBSCREVA A NEWSLETTER RECORD GERAL
e receba as notícias em primeira mão

Ultimas de Coluna Distrital

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.