Académica e Clube União 1919 vão reeditar dérbi da cidade de Coimbra em troféu anual

Taça criada por empresa que patrocina os dois emblemas vai disputar-se no início de cada temporada

• Foto: Facebook Associação Académica de Coimbra / OAF

Os clubes históricos de Coimbra - a Académica e o Clube União 1919 - vão passar a defrontar-se no início de cada época futebolística para disputarem uma taça criada por uma empresa que patrocina os dois emblemas da cidade.

"Pretendemos, com este troféu, proporcionar momentos de aproximação, alegria e convívio entre adeptos e as famílias destes dois grandes emblemas/clubes da cidade", refere Vivaldo Caseiro, da firma promotora, acrescentando que a primeira edição se realiza já em 2021 no atual Estádio Cidade de Coimbra.

Apesar de ambos já terem militado na principal divisão nacional de futebol, a realidade entre os dois conjuntos é hoje bem diferente. A Académica disputa a 2.ª Liga e o Clube União 1919 a Divisão de Honra da Associação de Futebol de Coimbra.

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Académica salientou que esta iniciativa vai permitir "reviver tempos antigos", apesar de os dois clubes estarem em patamares competitivos diferentes.

Salientando que houve uma rivalidade salutar entre os dois emblemas da cidade, Pedro Roxo considera que este troféu resulta também da "aproximação que a 'briosa' tem feito com todos os clubes da região".

"Queremos estar próximos e que os emblemas da região vejam na Académica uma âncora para que se possa criar clubes mais fortes", referiu o dirigente dos 'estudantes'.

Para o presidente do Clube União 1919, o troféu faz todo o sentido "para aproximar os dois clubes" da cidade, que em tempos foram rivais: de um lado os estudantes da academia e do outro os jovens operários e trabalhadores da cidade.

"Faz sentido que os clubes se entendam. É benéfico para a cidade e para o futebol", defendeu Fernando Soares, mais conhecido por Maná, ex-atleta do União de Coimbra, no qual jogou três épocas com Pedro Roxo, atual presidente da Académica.

Fundada em 1887, a Associação Académica de Coimbra (AAC) conta com 63 participações no escalão maior do futebol português, mas desceu de divisão na época 2015/2016, sendo o mais antigo clube em atividade em Portugal e na Península Ibérica.

É detentora da primeira Taça de Portugal, ganha em 1939, prova que voltou a conquistar em 2012, depois de finalista vencido em 1951, 1967 e 1969.

Em 1974, a AAC extinguiu a secção de futebol e surgiu o Clube Académico de Coimbra, que assumiu a posição da extinta secção de futebol da Académica na I Divisão.

Numa tentativa de reaproximação à casa-mãe e profissionalização do futebol, foi criado em 1984 o Organismo Autónomo de Futebol (OAF), com o nome e símbolo tradicionais da Académica.

O Clube Futebol União de Coimbra foi fundado em 1919 por um grupo de jovens ligados ao comércio e indústria da cidade.

Em 1972, venceu a Zona Norte da 2ª Divisão, da qual viria a sagrar-se campeão, e garantiu a subida histórica à I Divisão Nacional, na qual se manteve apenas uma época.

O União de Coimbra passou por graves problemas financeiros em 2009, quando subiu à III Divisão Nacional, e acabou com a equipa sénior, declarando insolvência e consequente extinção.

Dez anos depois, um grupo de antigos sócios e dirigentes juntaram-se e deram uma nova vida ao emblema da Arregaça, com a criação do Clube União 1919.

Por Lusa

Últimas Notícias

Notícias
Subscreva a newsletter

e receba as noticias em primeira mão

ver exemplo

Ultimas de Futebol Nacional

Notícias

Notícias Mais Vistas

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Cofina Media S.A. Consulte a Política de Privacidade Cofina.